Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Corinthians 2 X 0 Palmeiras: Choradeira de palmeirenses é injustificável! - Marcos Doniseti!

Corinthians 2 X 0 Palmeiras: Choradeira de palmeirenses é injustificável! - Marcos Doniseti!


Essa choradeira dos palmeirenses depois da merecida derrota por 2 X 0 para o Corinthians na Arena deste no último Domingo é totalmente injustificável e por vários motivos, que relaciono abaixo:


1) O Corinthians jogou bem melhor do que o Palmeiras, sendo que foi um time melhor organizado e cujos jogadores atuaram com muito mais vontade e determinação durante toda a partida; 

2) Os dois pênaltis marcados para o Corinthians aconteceram e são inquestionáveis;

3) E também tivemos um terceiro pênalti em favor do Corinthians, não marcado pelo árbitro, que foi cometido pelo Felipe Melo sobre o Fagner quando o jogo ainda estava 0X0;

4) O Palmeiras foi um time sem alma. Parecia mais um time de Zumbis durante a partida. 

Para se constatar isso basta ver como foi a jogada do primeiro gol do Corinthians, na qual os jogadores do Timão ficaram mais de um minuto e 20 segundos trocando passes sem que nenhum jogador palmeirense apertasse a marcação ou tentasse interromper a jogada.

Os jogadores do Palmeiras limitaram-se a assistir à bela troca de passes dos corintianos, adotando uma postura inteiramente passiva, o que é inaceitável no futebol atual, onde a marcação é feita de maneira intensa durante toda a partida. 

Time de futebol que não fizer isso está condenado a sempre ser derrotado. Mesmo os grandes clubes do futebol mundial (Barcelona, Real Madrid, Manchester City, Chelsea, Bayern, entre outros) atuam de maneira a não deixar espaços para os adversários. 

E para impedir isso a marcação é feita de maneira muito intensa, sempre;

5) A torcida do Palmeiras se ilude, desde que a Crefisa passou a investir fortemente em contratações, que basta gastar muito que os títulos virão naturalmente. 

Mas o futebol não é assim. 

A história está repleta de Clubes que contrataram jogadores famosos e que não 
ganharam nada. Quem quer ser campeão precisa ter alma. Precisa correr, marcar, jogar com organização e com vontade. Palmeiras não tem nada disso.

6) Também tivemos dois jogadores do Palmeiras que deveriam ter sido expulsos e não foram: Dudu e Borja. Ambos agrediram jogadores do Corinthians e ficaram impunes. Dudu agrediu Fagner e Borja chutou Rodriguinho. Em ambos os casos os jogadores do Corinthians já haviam se livrado da bola. 

7) Se os palmeirenses fossem honestos reconheceriam que a defesa do Palmeiras é uma porcaria. Os 5 jogadores da defesa do Corinthians são bem melhores do que os 5 da defesa do Palmeiras.

8) Carille venceu os 4 jogos que disputou contra o Palmeiras. 

Em cada uma destas partidas o Palmeiras teve um técnico diferente (Eduardo Baptista, Cuca, Alberto Valentim e Roger Machado), o que diz tudo sobre o amadorismo e a incompetência dos gestores do futebol do clube. 

Mas é muito mais fácil escamotear tudo isso colocando a culpa no árbitro, não é mesmo?

9) Enquanto o Palmeiras gastou R$ 168 milhões em contratações em 2017/2018, o Corinthians não passou de R$ 34 milhões no mesmo período. E se mesmo assim o Palmeiras continua sendo derrotado pelo Corinthians, então o motivo é que as contratações foram equivocadas; 

10) O árbitro, de fato, ajudou o Palmeiras, ao não marcar o pênalti cometido sobre Fagner, quando não expulsou Dudu e Borja e, no final, quando reduziu os acréscimos de 6 para 3 minutos;  

11) O Palmeiras deveria agradecer que perdeu apenas de 2X0. 

Se o Jadson não tivesse desperdiçado um pênalti, Dudu e Borja tivessem sido expulsos e o pênalti sobre Fagner tivesse sido marcado, o Corinthians teria aplicado uma goleada histórica sobre o seu maior rival;

12) Então, está mais do que na hora dos palmeirenses deixarem a choradeira de lado e passaram a priorizar a correção dos seus erros e limitações, em vez de ficar culpando os outros (os árbitros principalmente) pelas suas mais do que merecidas derrotas para o Corinthians nas últimas quatro partidas. 

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Corinthians 2 X 0 Palmeiras: Carille encontra o time e o esquema certos, vence o quarto Derby consecutivo e Corinthians mostra que continuará forte em 2018! - Marcos Doniseti!

Corinthians 2 X 0 Palmeiras: Carille encontra o time e o esquema certos, vence o quarto Derby consecutivo e Corinthians mostra que continuará forte em 2018! - Marcos Doniseti!
O material de trabalho de Guilherme Arana em 2017, que inclui uma caneta, agora está sendo utilizado por Rodriguinho. 

Carille e o 4-2-4!


Depois de algumas partidas em que o Timão colheu alguns resultados ruins (derrotas para Santo André, São Bento e empate com o Red Bull), o ótimo treinador Fábio Carille percebeu que o Corinthians ainda não tem um 9 típico para jogar em 2018 depois que perdeu o excelente Jô para o futebol japonês.  

Daí ele mudou o esquema tático, abandonando o 4-2-3-1 e adotando o 4-2-4, colocando os bons Jadson e Rodriguinho para flutuar entre a defesa do Palmeiras, que ficou perdida durante uma boa parte do jogo. Carille afirmou que decidiu promover a mudança na véspera, mas que já estava trabalhando com os jogadores sobre a possibilidade de adotar a mesma. 

Nesse novo esquema, o time do Corinthians foi: Cássio, Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel, Renê Jr; Romero, Jadson, Rodriguinho e Clayson.

Inegavelmente, o Corinthians jogou melhor do que o Palmeiras, sendo melhor organizado e atuando com muito mais disposição do que o clube patrocinado pela Crefisa. A choradeira dos torcedores e jogadores do Palmeiras serve apenas para encobrir o fato de que o time patrocinado pela Crefisa jogou mal e de forma apática. 

E se não fosse por alguns erros de saída de bola do Corinthians, o Palmeiras não teria praticamente finalizado contra a meta de Cássio durante a partida inteira.  
Corinthians derrotou o Palmeiras pela quarta vez consecutiva em quatro jogos. 

A dona Leila, proprietária da Crefisa, investiu R$ 168 milhões na contratação de jogadores (R$ 120 milhões em 2017 e R$ 48 milhões em 2018), contra apenas R$ 34 milhões do Corinthians (R$ 14 milhões em 2017 e R$ 20 milhões em 2018). E mesmo com todo esse dinheiro investido, o Palmeiras não conseguiu uma vitória sequer sobre o Corinthians nestas 4 partidas, perdendo todas. 


Se tivesse errado menos passes e não cometesse vários erros na saída de bola o Timão poderia ter goleado o seu arqui-rival, até porque Jadson desperdiçou um pênalti e ainda tivemos um outro pênalti não marcado pelo árbitro e que foi cometido por Felipe Melo sobre Fagner quando a partida ainda estava 0 X 0.

Nos outros lances importantes da partida, o árbitro Raphael Claus atuou corretamente, inclusive na marcação do primeiro pênalti (que Jadson desperdiçou), que resultou de uma entrada violenta do goleiro Jaílson sobre o volante Renê Jr. Este teve que levar 6 pontos no local atingido pelo goleiro palmeirense, que acabou sendo corretamente expulso. 

A jogada do primeiro gol do Corinthians surgiu justamente quando o time acertou muitos passes e soube envolver o Palmeiras, com a jogada que resultou no belíssimo gol de Rodriguinho (que realizou uma atuação excepcional) tendo durado 1 minuto e 23 segundos e trocando 29 passes, colocando o Palmeiras na roda.
Mesmo perdendo jogadores importantes (Jô, Arana e Pablo) o HeptaCampeão Brasileiro Corinthians mostrou que continuará sendo um time forte e competitivo em 2018. 

Aliás, a passividade do Palmeiras nessa jogada foi impressionante, não apertando a marcação em momento algum. O time patrocinado pela Crefisa pareceu um time acomodado e apático durante boa parte da partida. A jogada do primeiro e belo gol corintiano que o diga. 


Espero que Carille mantenha esse esquema de jogo e esse time titular daqui em diante, pois tudo indica que ele é, de fato, a melhor opção para um time que ainda não possui um atacante que jogue com forte presença dentro da área e que seja um goleador, tal como o Jô fez, de forma brilhante, em 2017. 

Tal como aconteceu em 2017, quando descobriu um time e um esquema ao vencer o Palmeiras no Paulista, Carille descobriu o esquema e o time para jogar em 2018 nesta importante vitória sobre o maior rival. 

O ideal seria Carille manter esse esquema e time titular inalterado para o mesmo poder ganhar entrosamento e subir de rendimento durante a temporada. 

Carille fez isso em 2017 e deu certo. 

Em 2017, foi a partir do momento em que Carille decidiu por um esquema de jogo (4-2-3-1) e por um time titular (Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo, G.Arana; Gabriel, Maycon; Jadson, Rodriguinho, Romero, Jô) que o Corinthians mostrou que tinha força para conquistar títulos, o que acabou acontecendo (Paulista e Brasileiro). 
Meme criada pela conta oficial do Corinthians no Twitter mostra o Reidriguinho.

Rodriguinho foi o nome do jogo!


Rodriguinho sempre foi bom jogador, mas era fominha demais, segurava muito a bola, a perdia e estragava as jogadas do ataque corintiano. Isso aconteceu com muita frequência em 2017, mesmo quando jogava bem. 

Em 2018 parece que Rodriguinho parou com isso. Agora, ele está tocando a bola de primeira, procurando alguém para passar, evitando de segurar a bola por muito tempo, o que facilitava a marcação e os desarmes dos adversários. 

Assim, ele não perde mais a bola com tanta frequência e as jogadas tem continuidade, tal como aconteceu no primeiro gol contra o Palmeiras. Que continue assim.

Carille, o Professor!

Nesta partida, Carille mostrou coragem e ousadia, modificando o esquema tático e o jeito de jogar do time, e também deixou claro porque foi professor do Roger Machado em um curso na CBF recentemente. 

O brilhante trabalho de Carille e de sua comissão técnica, bem como o claro comprometimento dos seus jogadores, principalmente em partidas contra rivais e de maior importância, ajuda muito na conquista de vitórias nos jogos chamados de 'grandes' e na conquista de títulos. 

Títulos em 2018?

Não sei se o Corinthians conquistará algum título nesta temporada, pois não sou vidente, mas essa vitória sobre o maior rival pela quarta vez seguida (todas sob o comando de Carille), algo que não acontecia há 33 anos, mostra que o Corinthians continuará sendo um time forte e competitivo em 2018 e que tem, sim, totais condições de voltar a conquistar novos campeonatos nesta temporada.

Para isso, a diretoria do Corinthians deve repetir a mesma postura que adotou em 2017 e que deu excelentes resultados, apoiando totalmente o trabalho de Carille e de sua comissão técnica, bem como procurando manter o elenco até o final da temporada. Fora isso, basta contratar um goleador que possa vir a substituir o excelente Jô. 

A respeito disso, repito aqui o que escrevi no dia 05/03/2017, logo após assistir ao jogo contra o Santos (1X0 para o Timão) na Arena pelo Paulista: O Corinthians será um time forte e competitivo e deverá conquistar títulos em 2018. E quando o time jogar de forma séria e concentrada, tal como fez contra o Palmeiras, será um time muito difícil de ser derrotado.

É claro que não existe time imbatível e que faça exibições exuberantes em todas as partidas, mas o time que desejar ganhar do Corinthians em 2018, quando o mesmo estiver jogando de forma concentrada e determinada, terá que atuar muito bem. 

Portanto, os times e torcedores rivais que se preparem, pois o Corinthians continua sendo um time muito forte e competitivo e em totais condições de conquistar títulos. 

Carille em Clássicos: Retrospecto impressionante!

Aliás, os resultados do Corinthians em clássicos (contra Palmeiras, São Paulo e Santos), desde que Carille tornou-se o treinador, são impressionantes. 

Senão vejamos:

Palmeiras - 4 jogos e 4 vitórias: 1X0 no Paulista 2017; 2X0 e 3X2 no Brasileiro 2017; 2X0 no Paulista 2018;

São Paulo - 6 jogos, 2 vitórias e 4 empates: 0X0 na Florida Cup; 1X1, 2X0 e 1X1 no Paulista 2017; 3X2 e 1X1 no Brasileiro 2017;

Santos - 3 jogos: 2 vitórias e 1 derrota: 1X0 no Paulista 2017; 2X0 no Brasileiro (1o. turno) e 0 X 2 (2o. turno).

Somando as partidas disputadas contra os três maiores rivais, os resultados do Corinthians sob o comando do Carille são: 8 vitórias, 4 empates e 1 derrota. 

Observações!

1) Henrique jogou muito bem na zaga, ganhando as bolas aéreas cruzadas sobre a área do Timão, o que foi um sério problema para o Corinthians em 2017.

2) Maycon voltou a jogar muito bem, improvisado na lateral-esquerda, atuando na defesa e no apoio ao ataque de maneira muito eficiente. Ele tabelou com Rodriguinho no belíssimo gol que este marcou. No ano passado ele caiu de produção no segundo semestre pois não teve férias no início da temporada, o que cobrou o seu preço em termos de desgaste físico. Mas ele já mostrou que é um ótimo jogador e que possui um grande potencial.

3) Rodriguinho fez uma excelente partida, tendo sido o grande nome do jogo, sem dúvida alguma;

4) O Palmeiras é a prova de que dinheiro não ganha jogo. É preciso, também, jogar com seriedade e determinação e ter um bom treinador, bem como um time bem organizado e que jogue de acordo com as instruções do técnico;

5) Cássio ganhou a batalha pessoal contra o colombiano Borja, parando o mesmo em duas oportunidades em que eles ficaram 'cara a cara', 

Links:

Corinthians vence 4 Dérbis consecutivos depois de 33 anos:

https://www.meutimao.com.br/noticia/278255/corinthians-volta-a-vencer-quatro-derbis-consecutivos-apos-33-anos

Caneta de Rodriguinho em Felipe Melo viraliza nas redes sociais:

https://www.meutimao.com.br/noticia/278310/caneta-de-rodriguinho-em-felipe-melo-viraliza-nas-redes-sociais-por-todos-os-angulos-assista

Vídeo - Melhores momentos da partida:

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Jadson passa a jogar de forma centralizada e sobe de produção! - Marcos Doniseti!

Jadson passa a jogar de forma centralizada e sobe de produção! - Marcos Doniseti!
Em 2017, Jadson jogou quase que a temporada inteira pelo lado direito do campo, priorizando a marcação das subidas dos laterais adversários. Quando passou a jogar de maneira centralizada, no meio-de-campo, nas rodadas finais do Brasileiro, ele subiu de produção. E agora ele continua atuando assim, o que o levou a jogar um futebol de alto nível. 

No final de Agosto de 2017, quando o Corinthians passou por um momento de instabilidade no Brasileiro, no início do 2o. turno, escrevi e publiquei no meu blog um texto onde defendi que o Jadson jogaria muito melhor se atuasse de forma centralizada.


Carille começou a fazer isso nas rodadas finais do Brasileiro e o Jadson já subiu de produção.

Agora, no início de 2018, o ótimo Jadson está novamente jogando centralizado no meio-de-campo.

Resultado: O Jadson está jogando um futebol brilhante, mesmo estando no início da temporada, quando a sua forma física ainda está longe do ideal.

Então, quero agradecer ao Fábio Carille, que é um excelente treinador, campeão Paulista e Brasileiro, por ter seguido o meu conselho de Agosto do ano passado, quando publiquei um texto, aqui no blog, recomendando que ele fizesse justamente essa alteração no posicionamento do Jadson. 

Agora, finalmente, Carille seguiu o meu conselho.

Obrigado, Carille!

Trecho do meu texto publicado em 27/08/2017:

"Um jogador que precisa mudar a sua função no time é Jadson, que tem ótima qualidade de passe e boa visão de jogo, mas que está sendo desperdiçado nessa função que exerce atualmente no time.

Essa história de Carille de colocá-lo para jogar no lado direito do ataque (como um ponta-direita) faz com que ele fique isolado e pouco participe das jogadas do Timão. Ele é um talento desperdiçado nesse esquema e isso não pode continuar.

Carille deveria colocar Jadson para atuar de forma centralizada, no meio-de-campo, invertendo o posicionamento com Rodriguinho, que passaria a jogar pelo lado direito do campo, fazendo a função que Jadson exerce atualmente.

Assim, Jadson passaria a ser o organizador, o cérebro do time, o que melhoraria o jogo do Timão.

Rodriguinho não tem essa característica, de organizador de jogadas, sendo um ótimo jogador quando conduz a bola em velocidade e, justamente por isso, poderia render melhor jogando pela lateral/ponta direita do campo, principalmente em jogadas de contra-ataque combinadas com Fagner e em trocas de passes em velocidade com o próprio Jadson;

Com isso, os jogadores de ataque teriam mais chances para marcar os gols que o Timão necessita para conquistar o título do Brasileiro".

Link:

http://futebolefantasia.blogspot.com.br/2017/08/corinthians-perde-novamente-para-time.html

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Corinthians derrota adversários e Mídia anti-corintiana e conquista o sétimo título do Brasileiro (sem fax)! - Marcos Doniseti!

Corinthians derrota adversários e Mídia anti-corintiana e conquista o sétimo título do Brasileiro (sem fax)! - Marcos Doniseti!

O Corinthians conquistou, de forma mais do que merecida, o título do Brasileiro de 2017, tornando-se o primeiro clube a vencer 7 edições da competição, desde que ela foi criada, em 1971. 
Contra tudo e contra todos! Foi assim que o Corinthians conquistou, de forma mais do que merecida, o seu sétimo campeonato Brasileiro, tornando-se o maior vencedor da competição, desde que a primeira edição do torneio foi realizado, em 1971, ano em que o Atlético Mineiro conquistou o seu único título.

Apesar da desconfiança da maioria dos seus torcedores e das fortes críticas que o Timão recebeu por parte da mídia esportiva, que o colocavam como sendo a '4a. Força' do estado de SP, o Corinthians conseguiu conquistar dois importantes títulos em 2017, que foram o Paulista e o Brasileiro.

A conquista do campeonato Paulista foi de grande importância, pois deu confiança para o grupo de jogadores, para a comissão técnica e, também, para uma parte da torcida, que percebeu que o Timão tinha um time forte, competitivo e que tinha totais  condições de lutar pela conquista do título do Brasileiro.

Aliás, foi exatamente isso que escrevi aqui, neste blog, ainda durante a disputa do Paulista. Quando o Corinthians derrotou o Santos (1X0, gol de cabeça de Jô) no Paulista escrevi aqui que o Timão seria um time difícil de ser derrotado e que conquistaria títulos em 2017 (texto publicado em 05/03/2017). E quando o Corinthians conquistou o Paulista, eu coloquei o mesmo como sendo um dos favoritos à conquista do Brasileiro (texto publicado em 07/05/2017).

Comentários feitos no texto do dia 05/03/2017:

O Corinthians poderá até não ganhar nenhum título durante 2017 (o que considero improvável), mas será um time muito difícil de ser derrotado se continuar jogando com a mesma determinação que mostra neste início de ano. A tendência é o entrosamento do time ir melhorando durante o ano.

Comentários feito no texto do dia 07/05/2017:


O essencial é que o time que conquistou o Paulista, independente do ano em que isso aconteceu, procure manter os seus bons jogadores e também reforce o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Se o Corinthians fizer isso, as chances de conquistar o Brasileiro serão consideráveis. 

Enquanto isso, nenhum comentarista esportivo apontou o Corinthians como sendo um dos favoritos para a conquista do título do Brasileiro, mesmo depois que o Timão venceu o campeonato Paulista. 

Isso mostra o quanto a mídia esportiva brasileira é fraca, fato este que já foi apontado por este blogueiro e, também, pelo treinador do Flamengo, Reinaldo Rueda (ver link abaixo). 

2018: Possíveis Reforços!

A diretoria do Corinthians já anunciou que irá reforçar o time para 2018, bem como irá procurar segurar o máximo de jogadores do elenco para o ano que vem. Tudo indica que algumas contratações já foram fechadas, mas o anúncio das mesmas será feito em Dezembro, após o término do Campeonato Brasileiro. 

O diretor de futebol Flávio Adauto (extremamente sério e competente, que fez um ótimo trabalho nesta temporada) confirmou tal informação em um programa da "ESPN Brasil" (o 'Bate Bola na Veia') exibido no dia 18/11/2017. 

Jô, o artilheiro do Timão e principal jogador corintiano nesta temporada, também já anunciou que ficará no Corinthians em 2018. E o ótimo zagueiro Pablo está muito próximo de ser contratado em definitivo pelo Timão e de renovar o seu contrato. 

Pelo que se comenta até o momento, somente Guilherme Arana tem proposta para sair do Corinthians, de fato, até agora. Que continue assim. 

O Corinthians precisará de jogadores para compor elenco nas seguintes posições: 

- lateral-direito (reserva do Fagner; Léo Príncipe ainda precisa amadurecer e evoluir mais);
- zagueiro (Pedro Henrique e Léo Santos, mas são jovens e precisam de mais 'rodagem', embora ambos tenham dado conta do recado nas partidas em que atuaram nesta temporada). 
- lateral-esquerdo (um substituto para o Arana); 
- meia-de-criação (opção para o Jadson ou Rodriguinho); 
- atacante de velocidade (para jogar pelos lados do campo); 
- goleador (neste caso, a volta do Lucca seria interessante). 

Entre os nomes cogitados para vir para o Timão estão os de Zé Rafael (Bahia; meio-campista), Marlon (P.Preta; zagueiro), Roger (Botafogo; atacante). São três bons nomes, que reforçariam o elenco corintiano para 2018.

Se o Corinthians perder apenas o Arana e reforçar o elenco nestas posições, então o Timão terá totais condições de conquistar títulos importantes em 2018 (até mesmo a Libertadores), pois já possui uma base montada, com um elenco que cresceu bastante de rendimento e que ganhou confiança com as conquistas do Paulista e do Brasileiro em 2017.

Além disso, o elenco corintiano já possui uma união e um entrosamento muito bons e o mesmo confia no trabalho sério e competente de Fábio Carille, treinador sério, estudioso e muito competente, que recuperou a filosofia de jogo que Mano Menezes e Tite haviam implantado no Timão a partir de 2008. 

O Campeonato Brasileiro ainda sequer terminou e Fábio Carille já anunciou que fará um curso de treinadores na CBF e que terá 370 horas de duração. 

Férias? Isso é para os outros. 

Time Titular do Corinthians é muito bom, sim!

O time titular do Corinthians é muito bom, sim. É só analisar os jogadores individualmente para se perceber isso. 

Cássio e Fagner são jogadores de Seleção Brasileira e com muitos méritos. Cássio faz uma excelente temporada. E Fagner também jogou muito bem em 2017. Ele é um ala/lateral completo, atacando e defendendo com grande eficiência. As convocações de ambos por Tite para a Seleção Brasileira são mais do que justificadas. Somente anti-corintianos babacas que não reconhecem isso. 

Balbuena e Romero, que fizeram ótima temporada, são da seleção do Paraguai. Pablo é um ótimo zagueiro e o mesmo acontece com Balbuena. Eles dominam os fundamentos da posição, sendo muito eficientes na cobertura, saída de bola, marcação, jogo aéreo. A dupla de zaga do Corinthians é a melhor do Brasil, disparado. 

Na lateral-esquerda, temos o jovem e talentoso Guilherme Arana, que tem apenas 20 anos, também fez uma ótima temporada, possuindo um imenso potencial. Dotado de muitos recursos técnicos (é habilidoso, rápido, tem um bom toque de bola, cruza bem, dribla). É o futuro melhor lateral-esquerdo do Brasil (junto com o também ótimo Diogo Barbosa, que disputou o Brasileiro pelo Cruzeiro, pelo qual foi Campeão da Copa do Brasil). 

Gabriel foi um verdadeiro 'monstro' durante o ano, jogando muito bem o ano inteiro, fazendo o papel que Ralf fazia antigamente (de proteger a defesa, marcando intensamente). Maycon também fez ótima temporada, embora tenha caído de rendimento no início do segundo turno, em função de um grande desgaste físico acumulado. 

O inteligente e habilidoso Jadson se sacrificou pelo time em 2017, jogando a temporada inteira fora de posição (atuando pela lateral do campo, na defesa e no ataque) jogando com muita intensidade na marcação, mesmo tendo de 33 para 34 anos. Jadson subiu de produção quando passou a jogar centralizado (onde atua com muito mais naturalidade e eficiência), o que aconteceu nas partidas contra Avaí e Fluminense, quando jogou assim no segundo tempo dos dois jogos. 

Romero melhorou muito tecnicamente durante a temporada e jogou com uma vontade e uma determinação impressionantes, tanto que virou titular absoluto e se tornou ídolo da sempre exigente Fiel Torcida. Ele se tornou o atacante com mais desarmes e interceptações do Brasileiro. 

E tal como Jadson, ele também participa das jogadas de ataque e volta para marcar na defesa, fechando o lado do campo pelo qual joga. No mesmo, os adversários praticamente não conseguem criar qualquer jogada, tal a eficiência de Romero na marcação. 

Não é à toa, portanto, que o nome de Romero sempre foi o mais aplaudido pela torcida do Timão na Arena Corinthians (onde assisti a todos os jogos do Corinthians pelo Brasileiro, Sul-Americana e Copa do Brasil em 2017). Somente no final do campeonato Brasileiro é que Jô passou a ser mais aplaudido do que Romero, em função dos inúmeros gols que marcou no Brasileiro e da ótima temporada que fez. 

Rodriguinho foi muito bem até o final do primeiro turno, mas caiu de produção depois que foi convocado para a Seleção Brasileira, passando a ser muito bem marcado, bem como a fazer muitas jogadas individuais, prendendo muito a bola (seu maior defeito, que parece estar procurando corrigir). Ele deveria procurar fazer o simples, sem tentar fazer tantas jogadas de 'efeito'. Com isso, a qualidade do seu futebol iria melhor. Mas ele também foi importante nas duas conquistas do Timão em 2017.

Jô foi o melhor jogador do Corinthians neste ano, calando a boca de todos aqueles que diziam que ele não iria jogar nada e que estava acabado para o futebol. Jô não apenas fez muitos gols, mas também jogou muito bem, participando da articulação de jogadas de ataque e da marcação. Em vários momentos ele recuava para fechar a defesa quando algum jogador não conseguia voltar a tempo. 

Clayson estreou no Corinthians no campeonato Brasileiro, vindo da Ponte Preta, e subiu muito de produção depois que marcou o seu primeiro gol (contra o SPFC, no Morumbi). Clayson permitiu que o time do Corinthians se tornasse mais ofensivo e mudou as características do time, pois ele faz jogadas individuais, 'quebrando' a marcação da defesa adversária com seus dribles, habilidade e velocidade. 

Basta ver a a atuação dele nos dois primeiros gols do Corinthians contra o Fluminense, na Arena (partida na qual o Corinthians conquistou o título), em que a sua participação foi fundamental.

E vários dos reservas se destacaram também, o que foi o caso de Marquinhos Gabriel, que fez ótimas partidas. Giovanni Augusto sofreu muito com contusões, o que impediu que ganhasse ritmo de jogo, mas fez um gol importante e uma boa partida contra o Atlético-PR na Arena da Baixada, quando o Timão venceu por 1X0. 

É bom ressaltar que o Corinthians conquistou esse título mesmo tendo sido prejudicado em inúmeras partidas do Brasileiro. No total, o Corinthians deixou de conquistar 11 pontos devido aos erros de arbitragem. 

Portanto, não há o que contestar quanto aos méritos do Corinthians na conquista deste Brasileiro.

Vai, Corinthians!


Links:


Corinthians 1X0Santos!: A 'quarta força' do Paulista vence mais um clássico e anima a Fiel Torcida!

http://futebolefantasia.blogspot.com.br/2017/03/corinthians-1-x-0-santos-quarta-forca.html

Os 13 motivos que levaram o Corinthians a conquistar o título do Paulista:

http://futebolefantasia.blogspot.com.br/2017/05/os-13-motivos-que-levaram-o-corinthians.html

Taça Brasil - Campeões com apenas 4 jogos disputados (sistema de 'mata-mata':

https://pt.wikipedia.org/wiki/Taça_Brasil_de_Futebol

domingo, 12 de novembro de 2017

Corinthians derrota o Avaí e fica muito próximo do Heptacampeonato inédito do Brasileiro! - Marcos Doniseti!

Corinthians derrota o Avaí e fica muito próximo do Heptacampeonato inédito do Brasileiro! - Marcos Doniseti!
O Corinthians derrotou o Palmeiras por 3X2 em sua Arena. A partida foi de fundamental importância para o Timão que, com a vitória, voltou a ganhar confiança e a jogar bem neste segundo turno. Com isso, o Corinthians conseguiu iniciar uma nova sequência de vitórias no Brasileiro. 

O Corinthians derrotou o Avaí (1X0) na Arena, ontem, e ficou muito perto de conquistar o heptacampeonato Brasileiro, o que seria algo inédito da disputa do Campeonato Nacional, que começou a ser disputado em 1971.


Atualmente, Corinthians, São Paulo e Flamengo são os maiores vencedores da competição, com seis títulos cada um. 

Com essa vitória, o Corinthians chegou a 68 pontos, 11 a mais do que o vice-líder (Grêmio, que tem uma partida a menos).

Com isso, caso o Grêmio empate uma das duas próximas partidas (Vitória, hoje, e São Paulo, quarta-feira) e o Corinthians derrote o Fluminense, o Timão será o primeiro Heptacampeão da história do Brasileiro. 

Esta situação reverteu o péssimo início de segundo turno do Corinthians, que perdeu dois jogos em casa para times que estavam no Z4 (Vitória e Atlético-GO), e que também foi derrotado por Santos, Bahia, Botafogo e Ponte Preta (todos fora de casa). 

Suas únicas vitórias, no segundo turno, até a partida contra o Palmeiras (na 32a. rodada), tinham sido contra Chapecoense, Vasco e Coritiba (a primeira em Chapecó e as outras duas na Arena). E o Timão havia empatado contra São Paulo, Cruzeiro (fora de casa) e Grêmio (na Arena). 
Momento da partida em que o Corinthians derrotava o Palmeiras por 3X1 em sua Arena. O resultado final foi 3X2 para o Timão, que iniciou uma grande recuperação após um início ruim de segundo turno. 


Assim, nas 12 primeiras rodadas do segundo turno, o Corinthians tinha 3 vitórias, 3 empates e 6 derrotas, uma campanha muito inferior à do primeiro turno (14 vitórias e 5 empates). 

Esta situação gerou um desabafo histórico do ex-jogador Neto (Campeão Brasileiro em 1990 pelo Timão) em seu programa na Band. E a torcida do Timão também se mobilizou para saber o que estava acontecendo e compareceu em grande número (32 mil pessoas) ao treinamento realizado na Arena na véspera do jogo contra o Palmeiras. 

Coincidência ou não, o fato é que isso levou ao início de uma recuperação do Corinthians no campeonato, fazendo com que o Timão conquistasse três vitórias consecutivas, derrotando o grande rival (Palmeiras, é claro) por 3 X 2 na Arena Corinthians e o Atlético-PR (na Arena da Baixada, por 1X0) e, agora, ganhando do Avaí (na Arena Corinthians) por 1X0.

Já escrevi aqui no blog que, a meu ver, o que aconteceu no segundo turno é que o Corinthians foi estudado pelos treinadores dos outros clubes, que aprenderam a neutralizar o esquema tático e o jogo do Timão (ver texto que postei aqui no dia 27/08/2017). 

Além disso, o time se desgastou fisicamente, pois Carille não usou muito os reservas, o que também aconteceu pela intensidade com que todos jogam, visto que o Corinthians é um time onde predomina o jogo coletivo, no qual todos correm, marcam, dão carrinho, fazem cobertura, atacam e defendem o tempo inteiro. 

Estou indo a todos os jogos do Corinthians na Arena (comprei o pacote de 18 jogos e também vi a partida contra a Chapecoense no local) e ficou nítido, já nas últimas partidas do primeiro turno, um grande desgaste dos jogadores, que terminavam as partidas exaustos. Percebia-se que o time estava jogando de forma muito intensa e que isso estava cobrando o seu preço em termos de cansaço. 
Corinthians 1X0 Avaí, na Arena do Timão: Vitória foi de grande importância, pois colocou o Timão em condições de conquistar o inédito Heptacampeonato do Brasileiro (que nenhum outro clube possui). 

Também entendo que ocorreu uma certa acomodação dos jogadores corintianos após o fantástico primeiro turno que o time realizou (no qual conquistou espantosos 47 pontos e terminou o mesmo invicto, com 14 vitórias e 5 empates), fazendo com que eles já não jogassem com a mesma concentração e intensidade do primeiro turno. 


Na partida contra o Santos, na Vila Belmiro, por exemplo, isso ficou claro. O melhor jogador santista, Lucas Lima, teve total liberdade para jogar, e o time corintiano não foi nem sombra daquele time do primeiro turno. Nas outras partidas em que foi derrotado ou empatou, o Corinthians também oscilou bastante, alternando bons e maus momentos em vários jogos. 

Desta maneira, o Corinthians fez primeiros tempos ruins contra Cruzeiro, São Paulo e Ponte Preta para, depois, subir de produção no segundo tempo. No caso das duas primeiras partidas isso foi suficiente para conseguir bons empates (ambas as partidas foram nos campos adversários), mas o mesmo não aconteceu contra a Ponte Preta, time que se encontra no Z4. E contra o Bahia o Corinthians jogou muito mal, fazendo por merecer a derrota. 

No texto do dia 27/08/2017 eu sugeri que o treinador corintiano fizesse algumas mudanças no esquema e no time titular, colocando Jadson para jogar centralizado no meio-de-campo (o que tem acontecido ultimamente, tal como ocorreu ontem, no segundo tempo da partida contra o Avaí), onde ele joga muito melhor, e desse mais chances para reservas que subiram de produção e que tem qualidade para ser titulares (Marquinhos Gabriel, Clayson).

Carille demorou um pouco para aceitar a necessidade de se mexer no time, mas ele acabou fazendo isso, embora de forma cautelosa, depois de vários resultados ruins no segundo turno (foram 3 vitórias, 3 empates e 6 derrotas em 12 rodadas). 

Entendo que a forma cautelosa com que Carille mexeu no time ocorreu em função de maneira a manter o grupo unido, o que tem sido fundamental na temporada do Timão.  

Assim, Jadsou passou a jogar mais centralizado, pelo meio-de-campo, onde seu jogo rende muito mais, assumindo a função de 'maestro' do time, fazendo bons passes e tendo boa visão de jogo. 

Afinal, Jadson não é jogador para ficar correndo atrás de adversário, como fez até o final do primeiro turno do Brasileiro. Ele tem um perfil de jogador mais cerebral, de organizador do time, de quem faz a bola correr. Quando ele joga assim, centralizado no meio-de-campo, ele joga muito melhor. E Carille parece que já percebeu isso, felizmente. 


Corinthians 1X0 Avaí: Gol foi marcado por Kazim, que não fazia nenhum gol há 9 meses. Na partida contra o Palmeiras, Romero havia feito o seu e, contra o Atlético-PR, Giovani Augusto também fez o mesmo. Três jogadores que não marcavam gols há bastante tempo, mas que foram decisivos em um momento importante do Brasileiro. 

Na partida contra o Avaí, em determinado momento, Rodriguinho atuou como o segundo volante e Jadson jogou como o organizador do time (substituiu Camacho no intervalo). 


Com isso, a bola passou a rolar com mais qualidade e velocidade no ataque do Timão. Aliás, a jogada do gol de Kazim foi exemplar, com Gabriel, Jadson, Clayson e G.Arana participando da jogada, tocando a mesma de primeira, em velocidade, o que abriu espaço na retrancada defesa do Avaí. 

E Kazim foi muito oportunista no lance. Ele estava no meio de dois jogadores do Avaí e espertamente se antecipou, marcando de peito, após um preciso cruzamento de Arana (que voltou a jogar bem depois de várias partidas ruins, nas quais parecia desinteressado ou muito cansado em campo). 

Foi nessa circunstância que Kazim marcou o gol da vitória corintiana contra o time catarinense, o que deu tranquilidade ao Timão, que enfrentava dificuldades para marcar o gol, mesmo tendo criado várias oportunidades no primeiro tempo (quando tivemos duas finalizações de Romero, uma de Camacho e outra de Kazim; em 3 destas finalizações o ótimo goleiro Douglas fez boas defesas). 

Além disso, Clayson virou titular e Marquinhos Gabriel tem entrado com frequência nas partidas. Camacho também ganhou espaço, substituindo Maycon no time titular (o jovem corintiano fez uma ótima temporada até o final do primeiro turno do Brasileiro, mas depois caiu de rendimento, errando muitos passes e finalizações e falhando na marcação). 

Obs1: Tivemos um pênalti claro, cometido por Maycon (lateral do Avaí, ex-Seleção Brasileira) sobre Clayson, no primeiro tempo, que o árbitro não marcou. Além disso, o árbitro marcou falta e deu um cartão amarelo absurdo para Romero, em um lance normal, em que o jogador paraguaio tirou a bola sem tocar no adversário. Romero reclamou muito e com razão. O árbitro também marcou várias faltas inexistentes contra o Corinthians, em lances normais de disputa pela bola. 

Apesar de tudo isso, o Corinthians (que já perdeu 11 pontos por erros de arbitragem neste Brasileiro) conquistou mais uma importante vitória, a terceira consecutiva, depois de derrotar o grande rival (Palmeiras, é claro) por 3 X 2 na Arena e o Atlético-PR (na Arena da Baixada, por 1X0). 

E assim o Timão ficou muito próximo de conquistar o sétimo título do Brasileiro, tornando-se o primeiro Heptacampeão do torneio que foi criado em 1971. 

Vai, Corinthians!



Links:

Corinthians perde novamente para time do Z4! Carille precisa mudar esquema de jogo e mudar o time:

http://futebolefantasia.blogspot.com.br/2017/08/corinthians-perde-novamente-para-time.html


sábado, 30 de setembro de 2017

Rueda põe o dedo na ferida e critica a mediocridade da mídia esportiva brasileira! - Marcos Doniseti!

Rueda põe o dedo na ferida e critica a mediocridade da mídia esportiva brasileira! - Marcos Doniseti!
Reinaldo Rueda, que assumiu o comando do Flamengo nesta temporada, já percebeu claramente o quanto a mídia esportiva brasileira é medíocre.

Demorou, mas até que enfim um treinador de futebol (Reinaldo Rueda, do Flamengo, que foi campeão da Libertadores comandando o Atlético Nacional em 2016) falou a verdade sobre a gigantesca mediocridade da imprensa esportiva brasileira.


Rueda chamou a atenção para o fato de que, após a final da Copa do Brasil (Cruzeiro X Flamengo), a mídia esportiva 'esqueceu' de analisar a partida e ficou fazendo um carnaval interminável sobre o fato do goleiro Muralha não ter defendido nenhum pênalti. Ele também chamou a atenção para a total incapacidade da mídia esportiva de fazer uma análise séria sobre a partida.

Reinaldo Rueda disse o seguinte: 


"O futebol do Brasil é o maior do mundo. Se uma situação, a imprensa especializada, em uma final de Copa do Brasil, com a grandeza de Cruzeiro e Flamengo, se reduz a Alex Muralha, é muito triste. Muito. Todo o futebol fica em segundo plano... 

É preocupante para o futuro do futebol brasileiro, dos jornalistas de olho na Copa. A capacidade de análise está centrada em uma situação, que está inclusive fora dos 90 minutos, os pênaltis que decidem o troféu no caso. A capacidade de análise tem que ser do jogo, da tática. Me parece um desgaste desnecessário. Não sei se isso beneficia o futebol brasileiro. Não podemos resumir 90 minutos em duas situações: Diego e Muralha, sendo mais sobre o Muralha. É muito preocupante e triste.".

Assim, Rueda percebeu, em pouco tempo, o que afirmo há bastante tempo: A mídia esportiva brasileira é medíocre e age sempre da mesma maneira: Escolhe um único fato da partida (um gol irregular, um pênalti não marcado, o fato do goleiro não ter defendido nenhum pênalti) e fica 'martelando' sobre aquilo o tempo inteiro, durante toda a semana. Sem falar que o jogador chega a ser comparado com ladrões, como se fosse um criminoso, como uma apresentadora fez recentemente com o Jô.

Isso é ridículo!!

Fazer uma análise séria e detalhada sobre o jogo? Esqueça. É o que a mídia esportiva menos faz. 

Rueda também falou que a Copa do Mundo está chegando e que a mídia esportiva brasileira não tem nem a capacidade e tampouco o preparo para analisar a mesma. 

Bingo!

Logo, Rueda disse aquilo que afirmo há muito tempo, ou seja, que a mídia esportiva não é capaz de fazer uma análise séria sobre os jogos de futebol e que perde o seu tempo com brincadeiras, piadinhas e provocações patéticas. 

E olha que esses comentaristas não fazem outra coisa na vida, a não ser assistir e comentar jogos de futebol.

Assistir a um programa de debates sobre futebol (as famosas 'Linhas de Passe', e 'Mesas Redondas' - ou Quadradas -) atualmente, é uma perda de tempo. 

'Análises' (???) pobres, piadinhas sem graças, provocações baratas, um festival de clubismo descarado, comentaristas que se consideram o dono da verdade, embora não façam uma análise minimamente séria sobre as partidas e os campeonatos. 

É difícil atingir um grau de mediocridade maior do que esse.

Outro dia mesmo vi na TV um veterano comentarista afirmar que no futebol atual não é preciso ter jogadores que marquem os adversários... É sério. A impressão que me passou é a de que ele analisa futebol como se ainda estivéssemos em 1950.

Nos programas esportivos atuais vemos um verdadeiro festival de 'miltonnevismo' oco, patético e vazio, praticado por comentaristas que desejam aparecer mais do que o Papa e o Trump juntos.

Por isso mesmo é que não assisto a mais nenhum destes programas. É um desperdício de tempo. Prefiro ler um livro ou assistir um filme.

Os participantes dos programas esportivos não reconhecem, no entanto, o trabalho medíocre que realizam, e se acham os donos da verdade, embora sejam incapazes de fazer uma análise séria e imparcial sobre as partidas que assistiram (com algumas exceções, tipo Rafael Oliveira e Paulo Calçade, da ESPN Brasil).

O anti-corintianismo, então, é tão descarado que já atingiu níveis virtualmente nazistas, com grande parte dos comentaristas professando um ódio e um desprezo mortais pelo Corinthians, adotando um comportamento que é totalmente ilógico e irracional.

Tanto isso é verdade que nenhum comentarista esportivo teve competência para apontar o Corinthians como sendo um dos favoritos á conquista do título do campeonato Brasileiro, mesmo depois que o mesmo havia conquistado, com méritos, o campeonato Paulista. 

Mesmo que o Reinaldo Rueda não conquiste nenhum título no Brasil, comandando o Flamengo ou outro clube, a vinda dele já está mais do que justificada. 

Valeu, Rueda!

Link:

Rueda critica a mídia esportiva brasileira:

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/rueda-revela-reuniao-e-pede-cabeca-erguida-futebol-te-da-uma-nova-chance-a-cada-72-horas.ghtml

domingo, 24 de setembro de 2017

Mídia esportiva desonesta e irresponsável estimula o ódio entre clubes e torcedores! - Marcos Doniseti!

Mídia esportiva desonesta e irresponsável estimula o ódio entre clubes e torcedores! - Marcos Doniseti!
Ônibus do Corinthians foi apedrejado quando da chegada ao Morumbi, neste domingo.

O ônibus do Corinthians foi apedrejado na chegada ao Morumbi neste domingo.  


Isso é reflexo do ódio nazista que a irresponsável, mentirosa e manipuladora Mídia esportiva promove contra o clube.

O Corinthians é sempre violentamente atacado por comentaristas ignorantes e desqualificados quando é 'beneficiado' por erros de arbitragem, que são os mesmos que mantém um silêncio sepulcral quando o Corinthians é prejudicado pela arbitragem.

Na partida contra o Vasco, vencida pelo Corinthians por 1X0, essa mídia picareta fez um sensacionalismo imenso com o gol irregular do Jô, enquanto tivemos 3 pênaltis não marcados para o Corinthians na mesma partida. Mas a respeito disso nada foi comentado. 

Com isso, a rivalidade e o clima entre os torcedores fica cada vez violento. 

E a Mídia esportiva nunca assume a sua responsabilidade quando estes fatos acontecem, colocando sempre a culpa na 'rivalidade' entre clubes e torcedores. 

Oras, esta rivalidade sempre existiu, há muitas décadas, e tais fatos não aconteciam antigamente. 

O que mudou, então? 

Foi a postura irresponsável de certos 'comentaristas', irresponsáveis e falastrões, que desejam aparecer mais do que o Papa e o Trump juntos, e que passaram a difundir a mentira descarada de que apenas o Corinthians é beneficiado por erros de arbitragem. 

Mentira! 

Todos os clubes são beneficiados e prejudicados por tais erros. Basta assistir aos jogos com um mínimo de honestidade para se constatar isso. 

O Corinthians, inclusive, já deixou de conquistar 8 pontos neste Brasileiro em função destes erros, fato este que já comentei aqui no blog.  

E essa mídia esportiva desonesta, mentirosa e manipuladora esconde esse fato do público na cara-dura. 

Os integrantes da mídia esportiva não tem dignidade e tampouco vergonha na cara suficiente para assumir a parcela, imensa, de culpa que eles tem nestes acontecimentos de violência entre torcedores. 

Um destes jornalistas, inclusive, pediu para que torcedores do São Paulo agredissem os jogadores reservas do Corinthians, pelo fato deste terem comemorado o gol de empate de Clayson na partida deste domingo.

A rivalidade entre os grandes clubes e os seus torcedores sempre existiu, mas ela somente atinge estes extremos de violência porque a Mídia estimula fortemente o ódio entre os mesmos. 

A Mídia brasileira é parcial, mentirosa, manipuladora e desonesta em todas as suas áreas de atuação.

E isso acontece não apenas quando ela faz uma cobertura desonesta e distorcida das questões econômicas, políticas e sociais, mas também ocorre na cobertura do futebol brasileiro.

O fato concreto é que o Brasil possui a pior Mídia do mundo. 

Ou a mídia esportiva adota uma postura mais responsável, objetiva e imparcial ou então tragédias entre torcedores serão inevitáveis.

E não venham dizer, depois, que vocês, comentaristas esportivos, não tem nada a ver com isso, não! Vocês estimulam isso de maneira totalmente irresponsável e faz isso há muito tempo. 

Chega de manipulação, desonestidade e mentiras!

Link:

Comentarista da Jovem Pan estimula agressão contra jogadores do Corinthians:

https://www.meutimao.com.br/noticia/262724/comentarista-de-radio-chama-jogadores-do-corinthians-de-delinquentes-clube-responde

Walter Falceta: A Mídia irresponsável que estimula a violência:


https://www.meutimao.com.br/coluna/walter_falceta/781/a-midia-irresponsavel-que-incita-a-violencia/