Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 9 de maio de 2009

Comentando a Série A do Brasileirão 2009!! - Parte 2!!


Aqui vai mais uma análise sobre o Campeonato Brasileiro deste ano, que promete ser um dos melhores dos últimos anos, se não for o melhor. A mesma foi inspirada pelo Hugo Albuquerque, que sempre comenta, de forma bastante inteligente, aqui no blog. Obrigado ao Hugo!!


Creio que o Brasileirão 2008 foi muito ruim. Foi muito fraco tecnicamente. Eu falava com meus amigos e conhecidos que ele estava sendo um dos piores campeonatos brasileiros que eu já havia acompanhado.

E o Brasileirão deste ano, que parece que terá equipes bem mais fortes do que as do ano passado, novamente ficará na dependência da 'janela européia', infelizmente.

Creio que o time que conseguir segurar os seus principais jogadores (entre aqueles que considero favoritos, como o Corinthians, Inter, Palmeiras e, um pouco atrás, Grêmio, São Paulo e Cruzeiro) terá grandes chances de ser o campeão.

E mesmo que sejam feitas contratações para repor as 'peças perdidas', os novos jogadores nem sempre rendem o mesmo ou não se encaixam no esquema tático ou na 'filosofia de trabalho' dos técnicos. O Flamengo tentou fazer isso em 2008 e não deu certo.

Ah, li no 'Lance!' de hoje que o Flamengo deve 3 meses de salários para o Cuca e os jogadores.

Assim, o Flamengo não é mais um clube, mas uma entidade assistencial, onde quem lá trabalha é um voluntário. Considero impossível que essa situação perdure, pois acabará gerando insatisfação crescente entre todos. E a contratação do Adriano, neste contexto, pode piorar a situação, já que ele receberá, segundo o que foi divulgado, R$ 350 mil mensais. Mesmo que não seja o Flamengo que irá pagar o seu salário, ele estará numa situação privilegiada, o que poderá gerar muita insatisfação entre os demais jogadores, o que não seria nada surpreendente, aliás, se vier a ocorrer.

Creio que o Corinthians tem alguns pontos fortes: o time está dando continuidade a um trabalho bem sucedido e que foi iniciado em 2008 (algo muito raro de acontecer no meu Timão, onde se trocava de técnico mais rapidamente do que de uniforme) e que ganhou muita moral sendo Campeão Paulista Invicto, algo que havia ocorrido pela última vez apenas em 1972, com o Palmeiras. E o Paulistão é de, fato, o campeonato estadual de melhor nível técnico e o mais difícil do Brasil. O seu campeão, qualquer que seja ele, é um candidato natural ao título do Brasileirão (o Palmeiras do ano passado tinha o melhor elenco do campeonato, mas as rixas internas entre os inúmeros egos do seu elenco o impediram de ser o campeão e quase o eliminaram da Libertadores de 2009).

E o técnico do Corinthians, o sério e competente Mano Menezes, é o mesmo de 2008 e 9 dos 11 titulares deste ano já eram titulares no ano passado. As exceções são Ronaldo e Jorge Henrique. É o mesmo time-base e que demonstra possuir jogadores de qualidade e versáteis, como Chicão (um ótimo marcador, que chuta e passa bem e que é um excelente cobrador de faltas e de pênaltis) Cristian (marca e passa muito bem, além de finalizar com força e precisão) e Elias (este foi o melhor jogador do Paulistão deste ano, sem dúvida alguma).

E o Corinthians ainda tem Ronaldo, que decidiu os confrontos contra o São Paulo (no segundo jogo), contra o Santos (na primeira partida) e contra o Atlético-PR (também na segunda partida). Não há outro jogador do mesmo nível de Ronaldo no futebol brasileiro, hoje, e este é um ponto a favor do Corinthians, ainda mais com ele jogando com grande vontade e fazendo inúmeros gols, principalmente nos momentos decisivos. Isso não é nada surpreendente. Afinal, para um jogador que marcou 2 gols numa final de Copa do Mundo, fazer o mesmo em jogos decisivos do Paulistão, da Copa do Brasil ou do Brasileirão não deve ser nada difícil.

Quanto ao Inter, é um time muito forte, com grandes chances de ser campeão, mas terá que demonstrar isso na Série A, pois o campeonato gaúcho não serve de parâmetro. A final do mesmo foi contra um time que disputa a Série C do Brasileirão. E pelo que se comenta, há uma grande chance de Nilmar e de outros jogadores irem para o exterior. Acontecendo isso, o Inter não terá como repor tais jogadores e mesmo que o faça, até que o rendimento dos mesmos alcance o nível dos que saírem levará um bom tempo e sequer existe a garantia de que isso ocorrerá. Nem sempre os que chegam tem tempo suficiente para se encaixar no esquema de jogo ou rendem o esperado. Mas, se segurar os seus principais jogadores, o Inter irá disputar o título, com certeza.

Já o Palmeiras é um time muito bom, mas precisa arrumar a defesa. Se fizer isso, é forte candidato ao título, sim, pois tem bons jogadores como Cleiton Xavier, Diego Souza, Pierre e um goleiro campeão do mundo, experiente e seguro, que é o meu xará, o Marcos.

Para mim, o Sport é 'fogo de palha'. É um time limitado tecnicamente e que somente foi campeão da Copa do Brasil do ano passado graças a arbitragem totalmente tendenciosa do ridículo Alício Pena Jr, que é um árbitro que sente muito a pressão do time da casa. Tal árbitro também prejudicou o São Paulo num partida do Brasileirão disputada no Olímpico, validando um gol impedido do Grêmio que deu a vitória ao clube gaúcho. Se não fosse pelo Alício Pena Jr, o Sport sequer estaria na Libertadores.

E o Cruzeiro, que quase sempre monta times de bom nível técnico e que jogam um futebol vistoso, tem dois velhos problemas: a defesa sofre muitos gols e o time pouco vence fora de casa. Se continuar assim, talvez sequer consiga classificação para a Libertadores de 2010.

Quanto ao São Paulo, não creio que o problema seja a fórmula de disputa (como o Hugo cogitou em seu comentário) pois o time venceu Libertadores, que é disputada no 'mata-mata' já a partir da segunda fase.

Creio que o 'segredo' do São Paulo é o de manter uma mesma base de jogadores e de comissão técnica a cada ano que passa. Muricy já está iniciando o seu quarto ano consecutivo como treinador são-paulino, algo raríssimo de acontecer no futebol brasileiro, onde a maioria dos técnicos perde o cargo logo nas primeiras rodadas e onde os clubes nunca tiveram o hábito de fazer um trabalho planejado, de longo prazo. No caso do São Paulo isso não ocorre e o clube colhe os frutos disso.

Assim, quando um jogador sai, o time rapidamente contrata outro para o lugar, que se encaixa num esquema já existente. O São Paulo é como uma máquina 'bem azeitada' que quando uma peça quebra ela é rapidamente substituída por outra que continua o trabalho da anterior, sem promover grandes modificações no desempenho do time.

Mas, o Paulistão mostrou que tal esquema 'já deu o que tinha que dar' e se quiser ter chances de disputar o título o São Paulo terá que mudar a sua maneira de jogar, valorizando mais o toque de bola e a articulação de jogadas, algo que o time fez muito pouco neste Paulistão. Isso de depender de bola aérea cruzada pelo Jorge Vágner e pelo Hernanes e dos avanços dos alas não poderá continuar. Tal esquema já está 'manjado' e Mano Menezes soube como anulá-lo nas semi-finais do Paulistão. Isso é muito pouco para ser campeão, creio eu. Assim, ou o São Paulo muda o seu esquema, variando mais o seu esquema tático, ou poderá fazer figuração neste Brasileirão que promete ser o melhor e o mais disputado em muito tempo.

Já o Grêmio mostrou, em 2008, que parece ser um time que perde fôlego na reta final. O time tem bons jogadores, como Souza e Tcheco, mas precisará manter o mesmo pique do início ao fim do campeonato, algo que não conseguiu fazer em 2008.

E o Santos melhorou muito em relação ao ano passado, mas creio que precisará se reforçar ainda mais caso ambicione mais do que uma vaga na Libertadores e mesmo essa será muito difícil de ser obtida, pois a concorrência está muito forte neste ano.

Bem, o campeonato nem começou mas, neste momento, aponto Corinthians, Palmeiras e Inter como os favoritos. Grêmio, São Paulo e Cruzeiro podem chegar lá, mas irá depender de superar certas deficiências.

Entre possíveis surpresas, eu aponto o Atlético-PR como a mais provável de todas. O clube tem um técnico experiente e que já foi Campeão Brasileiro, em 2001, pelo Furacão. O clube revelou alguns bons valores (Raul, Wallyson) e contratou uma boa promessa, que é o ala-esquerdo Márcio Azevedo, que disputou a Série B do Brasileiro de 2008 pelo Fortaleza, no qual se destacou. E ainda tem os veteranos Marcinho e Rafael Moura, que estão rendendo bem mais do que em seus clubes anteriores. Por tudo isso, o Atlético-PR poderá surpreender e, até, brigar por uma vaga na Libertadores. Este será um daqueles times que os adversários terão que suar muito para derrotar.

Portanto, este campeonato promete muito.

Somente espero que a 'janela européia' não estrague tudo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário