Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Erros de arbitragem se acumulam no Brasileirão 2009!

O Brasileirão deste ano está sendo pródigo em erros grotescos de arbitragem. Não se trata de lances duvidosos, que deixam margem para interpretação dos árbitros, mas de lances nítidos, que somente a incompetência ou a má-fé de determinados árbitros e assistentes é que os leva a errar na marcação dos mesmos.

Nesta rodada anterior, tivemos 2 jogos em que os erros foram absurdos, a saber:

1) tivemos 2 pênaltis claros não marcados a favor do Palmeiras, no jogo contra o Santos, que terminou 1 X 1. Assim, se eles tivessem sido assinalados, o Palmeiras poderia ter vencido o jogo por 3 X 1. No primeiro pênalti, Obina foi derrubado dentro da área do Santos e o árbitro nada marcou. No segundo pênalti, foi a vez de Felipe, do Palmeiras, ter sido derrubado dentro da área santista e, novamente, o árbitro deixou a jogada prosseguir normalmente;

2) outro pênalti claro foi na partida Atlético-PR X Corinthians, disputada na Arena da Baixada, na qual o jogador Rafael Santos meteu o braço na bola dentro da área atleticana e, mesmo assim, o árbitro nada assinalou. Com isso, o Corinthians perdeu a chance de empatar a partida, o que seria um bom resultado, se levarmos em consideração que o time paulista jogou apenas com os jogadores reservas, pois os titulares foram poupados para a 2a. partida decisiva da final da Copa do Brasil, contra o Inter, quarta-feira, no Beira-Rio.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Brasil derrota os EUA e é tricampeão da Copa das Confederações!


O Brasil mereceu ser campeão, sem dúvida alguma, e se posiciona desde já como o grande favorito para ganhar a Copa do Mundo de 2010. A Seleção Brasileira tem um estilo de jogar que é a cara do seu treinador, ou melhor, que joga exatamente como o próprio Dunga jogava. Este, privilegiava a vontade, a garra e a determinação sobre a técnica individual.

Embora o Brasil possua, sem dúvida alguma, jogadores de ótimo nível técnico (Kaká, Robinho, entre outros) o fato é que a Seleção de Dunga joga com uma vontade e uma garra inegáveis. Simplesmente não existe 'bola perdida' para os jogadores brasileiros. Eles acreditam em todas as jogadas, marcam muito, correm o tempo inteiro, enfim, 'dão o sangue' pelo time.

Aliado à toda essa vontade de jogar, o Brasil ainda tem o melhor goleiro do mundo, atualmente, e jogadores que podem decidir uma partida numa jogada individual, como são o caso de Kaká e de Robinho.

Quanto ao esquema tático, a Seleção Brasileira procura marcar forte e roubar a bola para sair em velocidade no contra-ataque e liquidar com o adversário. Tal sistema funcionou, perfeitamente, no primeiro tempo do jogo contra a Itália.

Porém, ontem, na partida contra o esforçado e bem arrumado taticamente time dos EUA, o Brasil, no entanto, se desequilibrou após levar o primeiro gol e partiu feito louco para o ataque, abrindo buracos imensos na defesa, o que foi aproveitado pelos EUA para marcar o segundo gol num rápido contra-ataque que pegou toda a brasileira desprotegida e desogarnizada.

Mas, no intervalo do jogo, Dunga corrigiu isso e o time voltou para o segundo tempo sufocando os EUA, mas sem se abrir totalmente na defesa, evitando os contra-ataques da seleção estadunidense.

Daí, o Brasil fez valer o seu melhor futebol, muito superior ao dos EUA, e marcou 4 gols em 45 minutos, embora o assistente tenha deixado de assinalar um deles, legítimo, marcado por Kaká. Assim, o Brasil venceu por 3 X 2 e conquistou o segundo título na Era Dunga como técnico da Seleção.

É inegável que a Seleção Brasileira mostrou um grande poder de reação, mesmo depois de estar perdendo por 2 X 0. Mas, é bom que Dunga oriente seus pupilos para que os mesmos evitem de cair no desespero quando o time sair perdendo. O Brasil tem futebol suficiente para reverter um placar desfavorável e não precisa abrir totalmente a defesa, partindo feito um bando de malucos para o ataque. Basta impor o seu jogo que o Brasil vencerá, praticamente, todos os seus jogos.

Já a Espanha parece que ainda não consegue deslanchar nos momentos decisivos, embora tenha vencido a Eurocopa jogando um futebol muito técnico e ofensivo. Mas, ainda a considero uma das grandes favoritas para vencer a próxima Copa. Porém, ela não é nenhum bicho-papão e mostrou que pode ser derrotada. Mas, é bom lembrar que Iniesta não jogou essa Copa das Confederações e ele é fundamental para a seleção espanhola, bem como para o Barcelona também.

Quanto às substituições de Dunga, ontem, Elano entrou bem no jogo, mas o Daniel Alves foi muito mal e ficou o tempo inteiro tentando acertar outro chute sensacional, como o do gol que ele marcou contra a África do Sul, e é claro que errou todos os chutes. Talvez ele pense, ingenuamente, que todas as suas finalizações serão tão boas quanto a do gol que marcou contra o sul-africano.

Porém, o principal desta Copa das Confederações é que o Brasil mostrou que tem um padrão de jogo definido, o time titular não deverá mudar em nada até 2010, que o time já está entrosado e que os jogadores já assimilaram o padrão tático e o estilo de jogar adotado por Dunga.

E esta seleção me parece possuir, pelo menos até o momento, um espírito bastante positivo, constituindo uma verdadeira 'Família Dunga'. Percebe-se que o elenco é unido e que os jogadores gostam de Dunga e o respeitam, procurando fazer tudo o que ele determina. E conseguir isso é meio caminho andado para ganhar uma Copa do Mundo.

Isso mostra que o Brasil é, sempre, favorito para ganhar a Copa, a não ser quando os jogadores caem na farra e ficam mais preocupados em participar de eventos publicitários do que em treinar e em se preparar para os jogos (que foi o que aconteceu em 1998 e em 2006, daí as nossas derrotas em ambas as Copas para a seleção francesa de Zidane).

Para mim, a próxima Copa do Mundo tem 3 claros favoritos: Brasil, Espanha e Holanda. Esta última jogou o futebol mais bonito da última Eurocopa e venceu facilmente todos os jogos das Eliminatórias para a Copa de 2010 até o momento e deverá ser uma das grandes forças do próximo Mundial.

A Argentina de Maradona está jogando muito mal, a Alemanha não me parece que terá força e talento suficiente para ser campeã, embora tenha muita tradição e quase sempre chega entre os primeiros colocados. A França e a Itália estão renovando as suas seleções, ou precisam renová-las e, principalmente no caso italiano, a nova geração ou não teve chance de mostrar a que veio, ou não é tão boa quanto a anterior, que ganhou a Copa de 2006.

A Seleção sul-africana mostrou que dificilmente será campeã mundial, mas que poderá dificultar muito as coisas para qualquer outra seleção na Copa, pois jogou muito bem contra 2 das 3 melhores seleções do Mundo, que são Brasil e Espanha. Dependendo do chaveamento da Copa, não duvido que os sul-africanos disputem, pelo menos, o 3o. lugar da competição.

Palmeiras demite Luxemburgo e tenta contratar Muricy!!


O Palmeiras decidiu, na 'calada da noite', demitir o técnico Vanderley Luxemburgo, devido ao fato de que este teria 'quebrado a hierarquia' no clube ao reclamar, publicamente, da saída de Keirrison sem que ele, Luxemburgo, tivesse sido informado do fato.

Luxemburgo sempre foi ególatra, narcisista e sempre se considerou 'o último oásis do deserto'. Mesmo assim, ele é o segundo treinador que mais comandou o Palmeiras na história, ficando atrás apenas de Oswaldo Brandão. Esta foi a 4a. vez que Luxemburgo foi treinador do Alviverde. Assim, creio que a diretoria do Palmeiras conhece Luxemburgo muito bem.

Então, estou convencido de que o comentário de Luxemburgo sobre a saída de Keirrison foi o que menos pesou na hora de mandá-lo embora. Eles queriam se livrar dele, mesmo.

O fato é que Luxemburgo é um técnico caro demais para os padrões do futebol brasileiro. Pelo que andei lendo, ele e a sua comissão técnica ganhavam R$ 1 milhão mensais.

E segundo o jornal 'Lance!', o déficit mensal do Palmeiras é de R$ 2 milhões mensais. Assim, Luxemburgo e cia. eram, sozinhos, responsáveis por metade do déficit do Palmeiras. E pelo que ele ganhava, vencer apenas 1 Paulistão em cerca de 18 meses é muito pouco. Quem ganha tudo isso, tem que ser campeão, no mínimo, do Brasileirão e da Libertadores.

Luxemburgo, me parece, quer cobrar dos clubes mais do que ele vale e mais do que ele merece pelos títulos que conquista. E cobra muito mais do que os clubes têm, efetivamente, condições de pagar.

Se continuar agindo assim, dificilmente ele terá mais espaço em grandes clubes do futebol brasileiro, que estão, praticamente todos, enfrentando graves dificuldades financeiras. Somente dirigentes malucos irão querer contratá-lo. Se bem que até existem alguns deles por aí...

O fato é que nenhum clube brasileiro tem mais condições de ficar pagando tanto por um técnico que ganha tão poucos títulos.

No começo da semana passada ouvi numa emissora de rádio que o Palmeiras queria reduzir os gastos com a sua comissão técnica em 20%. E é claro que Luxemburgo não aceitaria uma coisa dessas, pois ele quer ganhar sempre mais. Quando ouvi a notícia, pensei comigo: o Luxemburgo está com os dias contados no Palmeiras. Não deu outra!

Sou dos que pensam que o elenco do Palmeiras é bom, sim, quando se pensa na realidade atual do futebol brasileiro. Não há nenhum timaço no Brasil atualmente. Temos várias equipes que estão mais ou menos dentro de um mesmo nível: Corinthians, Palmeiras, Inter, São Paulo, embora o Timão do Parque São Jorge me pareça estar acima dos demais neste momento, tanto que o seu time titular perdeu apenas um jogo em 2009, para o Atlético-PR, na Arena da Baixada, por 3 X 2, em meio à decisão do Paulistão, que Mano e o elenco corintiano queriam e muito vencer.

Aliás, quanto ao tricolor paulista, entendo que o time irá engrenar somente agora, que o Muricy saiu, pois o trabalho deste em 2009 foi muito ruim. Ele não deu padrão de jogo para o São Paulo e nem definiu um time titular e já estamos no meio do ano. Muricy é um excelente técnico, mas errou demais neste ano e seu relacionamento com os principais jogadores do elenco tricolor estava, visivelmente, desgastado.

Quanto ao Palmeiras, o time foi eliminado da Libertadores jogando melhor do que o Nacional. Para mim, se o clube contratar um bom técnico, o Palmeiras terá tudo para ficar entre os 4 primeiros deste Brasileirão e, até, brigar pelo título.

E pelo que Obina mostrou ontem no empate contra o Santos (aliás, empatou porque teve 2 pênaltis para o Palmeiras que o árbitro não marcou) a torcida não sentirá muita falta de Keirrison, não.

domingo, 21 de junho de 2009

Corinthians ganha fácil do São Paulo, com Olé e tudo! Fla goleia o Inter! Santos perde do Atlético-MG na Vila Belmiro!


O Corinthians ganhou, até com certa facilidade, do São Paulo, hoje, no Pacaembu, por 3 X 1, chegando até a dar 'olé' no tricolor paulista, tal como já havia acontecido na segunda partida da semi-final do Paulistão. E esta também foo a terceira vitória consecutiva dos corintianos sobre o rival do Morumbi.

O que me impressionou foi a facilidade com que a vitória corintiana foi alcançada. No primeiro tempo, o Timão ainda deu espaço para o São Paulo jogar, mas embora esse tenha tido 60% de posse de bola, criou poucas chances reais de gol e errou demais. Bastou um contra-ataque do Corinthians para o time do Parque São Jorge abrisse o marcado, com Cristian.

Porém, durante a partida, fiquei impressionado com a diferença abissal existente, hoje, entre os 2 times. Enquanto o Corinthians é um time bem arrumado taticamente, bem organizado, os jogadores correm o tempo inteiro, dão o sangue pelo time, o São Paulo é um time apático, que erra demais e desmorona depois que leva o primeiro gol. Daí, os tricolores começam a arrumar confusão, dar murro e pancadas nos adversários. Esquema de jogo? esqueça. Isso é coisa do passado. O São Paulo parece mais um amontoado de jogadores e está um verdadeiro fim de feira. Se não tomar cuidado poderá brigar para não cair para a Série B.

Quanto ao Timão ele é, de fato, o melhor time do Brasil no momento. Mesmo depois que perdeu 2 titulares durante o jogo, por contusão muscular (o Marcelo Oliveira e o Cristian), o time continuou jogando bem e dominando a partida.

Assim, o Timão jogou a maior parte do tempo com um time misto, pois ficou desfalcado de Alessandro, André Santos, Dentinho, Cristian e Marcelo Oliveira. Nem assim o São Paulo foi páreo para o Corinthians.

Hoje, o Corinthians é o melhor time do Brasil, sem dúvida alguma.

Enquanto isso, o Internacional, com quase o mesmo time que enfrentou o Corinthians na quarta-feira, pela final da Copa do Brasil, foi goleado pelo Flamengo, por 4 X 0, em pleno Maracanã, sendo que Adriano marcou 3 gols. Isso prova o que eu digo: o Inter, sem D'Alessandro e Nilmar, principalmente, vira um time comum, sem brilho. Embora Taison também tenha desfalcado o time contra o Flamengo, os ultimos resultados mostram que o Colorado gaúcho não é o bicho-papão que tanto se falou por aí no início do Brasileirão. Inclusive, o Inter não vence há 5 jogos consecutivos (empatou com o Cruzeiro, perdeu do Coritiba, empatou com o Vitória, perdeu do Corinthians e, agora, foi derrotado pelo Flamengo).

E o Santos foi derrotado pelo Atlético, por 3 X 2, em plena Vila Belmiro. Mas, o time praiano foi prejudicado porque o árbitro, Djalma Beltrami, anulou um gol legítimo do time da Baixada Santista. Esta é, portanto, a segunda partida em que o Atlético-MG se beneficia com um erro grave de arbitragem. O primeiro erro ocorreu na estréia, contra o Grêmio, quando Wilson L. Seneme marcou um pênalti inexistente a favor do Galo nos minutos finais do jogo, que resultou na vitória do time mineiro.

Já o time misto do Cruzeiro, que enfrentará o Grêmio pela Libertadores na quarta-feira, perdeu por 4 X 2 para o Barueri, que faz uma boa campanha, tal como o Santo André também que, ontem, derrotou o Sport por 2 X 1 no ABC Paulista.

E o Palmeiras empatou em 2 X 2 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em partida também disputada ontem, sendo que o árbitro anulou um gol legítimo de Obina no segundo tempo. Porém, como o Palmeiras ganhou 2 jogos seguidos, contra Vitória e Cruzeiro, com uma imensa ajuda da arbitragem, os palmeirenses não podem reclamar de nada.

O Náutico perdeu do Coritiba, por 1 X 0, ontem, no Estádio dos Aflitos. O Avaí abriu 2 X 0 sobre o Fluminense, permitiu o empate do tricolor carioca, mas venceu com um golaço no final, fechando o jogo em 3 X 2. Já o Grêmio empatou em 2 X 2 com o Goiás, no Estádio Olímpico. Enquanto isso, Vitória 4 X 3 Botafogo, em Salvador, proporcionaram o jogo com o maior número de gols desta rodada do Brasileirão.

Diretoria incompetente e amadora do São Paulo demite Muricy!


Muricy é um técnico competente, sem dúvida alguma, mas o elenco são-paulino deste ano, segundo ele mesmo, está repleto de 'vaidades exaltadas'. Todos querem ser titulares e cada um dos jogadores só pensa em si. Não existe unidade alguma dentro do atual elenco tricolor.

Em entrevista concedida ao jornal 'Lance!' deste Domingo, Muricy disse que fica difícil fazer um bom trabalho quando os jogadores não gostam um dos outros. Traduzindo: o elenco tricolor está rachado e o clima entre os jogadores é péssimo.

Se este é o problema, então é claro que a diretoria são-paulina errou feio em demitir Muricy. Ela deveria ter iniciado um processo de renovação do grupo de jogadores, mandando embora aqueles que estão promovendo a desagregação do ambiente entre eles.

E o próprio Muricy deveria receber 'carta-branca' para promover tal renovação no elenco do São Paulo. Competência para isso ele tem de sobra.

Mas, como Muricy somente tinha o apoio do presidente Juvenal Juvêncio para permanecer no cargo, enquanto os demais diretores queriam mandá-lo embora há muito tempo, bastou o time jogar mal e ser eliminado da Libertadores pela 4a. vez consecutiva (o que é normal, pois é um torneio difícil de ser vencido... Basta ver que nos últimos anos nenhum time conseguiu vencê-lo 2 vezes seguidas... a cada ano o campeão muda) para que o presidente do tricolor fosse colocado contra a parede pelos demais diretores do clube e demitisse o treinador tricampeão brasileiro.

Agora, a renovação do elenco terá de ser feita por um técnico novato, que terá uma dura missão pela frente. E quando se renova um elenco é quase impossível obter bons resultados no curto prazo.

Além disso, o novo técnico, coitado, será bastante cobrado pela torcida, que se acostumou a ver o São Paulo ser campeão todos os anos. Logo, Ricardo Gomes será sempre comparado com Muricy e irão querer que ele conquiste o Campeonato Brasileiro deste ano de qualquer jeito.

Assim, como a cobrança será imensa, bastará Ricardo Gomes perder 2 ou 3 jogos seguidos para que a torcida tricolor comece a gritar 'É Muricy!!!' nos jogos do São Paulo. E quando isso acontecer, Ricardo Gomes irá pular fora, é claro.

Aliás, creio que somente um doido aceitaria ser, hoje, técnico do São Paulo, pois a imensa maioria da torcida tricolor aprova Muricy e irá exigir de qualquer novo treinador que o mesmo obtenha resultados tão bons quanto aqueles que Muricy conquistou. E é claro que as chances disso acontecer são, para dizer o mínimo, muito remotas.

Portanto, existe uma grande possibilidade de que o São Paulo entre num período de grande instabilidade, com técnicos entrando e saindo do clube a todo momento, e fique sem conquistar novos títulos por um bom período de tempo.

Daí, quando a 'vaca estiver indo para o brejo', haverá uma imensa pressão da torcida são-paulina pelo retorno de Muricy e a diretoria do clube será obrigada a contratá-lo novamente e, nesta situação, ele terá condições de exigir muito mais poder do que teve nesta sua passagem pelo São Paulo.

Aliás, a declaração de Muricy de que ficará parado por uns tempos, descansando, talvez já leve em consideração esta possibilidade, ou seja, de que será convidado em um futuro breve para treinar o São Paulo novamente.

Aliás, se Muricy pensa assim, eu penso a mesma coisa. No máximo, até o começo de 2010, Muricy será, de novo, o treinador do São Paulo. Quem viver, verá.

sábado, 20 de junho de 2009

Corinthians abre boa vantagem sobre o Inter na Copa do Brasil; Palmeiras joga melhor, mas é eliminado! São Paulo dá vexame em pleno Morumbi!


O Palmeiras acabou eliminado da Libertadores, após empatar em 0 X 0 com o Nacional, em Montevidéu. Creio que Luxemburgo errou muito no primeiro jogo contra o Nacional, em São Paulo, e pagou caro por isso. Ele escalou muito mal o Palmeiras naquela partida e o preço foi pago no segundo jogo, na qual o Palmeiras foi bem superior ao time uruguaio. Mas, o Palmeiras não teve um jogador que tivesse o poder de decidir a partida. Faltou um Ronaldo para o Palmeiras... Mas, como em vez de Ronaldo, o Palmeiras tem Obina e Keirrison, deu no que deu.

Mas, se o Palmeiras, pelo menos, morreu lutando e jogando melhor do que o adversário, um caso muito diferente foi o do São Paulo, que deu vexame contra o Cruzeiro em pleno Morumbi lotado, levando um 'vareio de bola' do ex-Palestra Itália de Belo Horizonte.

E em vez de mandar embora os jogadores que fazem corpo-mole dentro de campo, o tricolor paulista preferiu se livrar do técnico que lhe deu 3 títulos brasileiros consecutivos.

Depois disso, duvido que o São Paulo se classifique sequer para a Libertadores de 2010.

Quanto à final da Copa do Brasil, o Corinthians terá que jogar muito mal em Porto Alegre para perder o título.

Esse time do Corinthians é bem superior ao que disputou a final da mesma Copa do Brasil contra o Sport em 2008. Agora, o Timão tem Ronaldo, Jorge Henrique, Cristian, Elias, Douglas (jogadores que não participaram da Copa do Brasil do ano passado) e um Felipe que está num momento espetacular, defendendo até pensamento e pegando absolutamente tudo.

Já o Inter provou que não é o bicho-papão que diziam por aí. É um time forte e competitivo, mas está longe de ser um 'bicho de sete cabeças', como disse o Ronaldo.

O Inter descobriu que uma coisa é ser campeão gaúcho em cima do Caxias (que disputa a Série C do Brasileirão) e outra, bem diferente, é disputar um título com o time que é o atual Campeão Paulista INVICTO e cujo time titular sofreu apenas 1 derrota em 2009 (para o Atlético-PR na Copa do Brasil).

E o Corinthians desperdiçou uma ótima chance de liquidar a fatura neste primeiro jogo, fazendo logo uns 3 X 0, pois o Inter teve um jogador expulso (Leandrão, que deveria ter sido expulso já na primeira infração violenta que cometeu, numa falta criminosa em Boquita... o árbitro foi muito bonzinho com ele), passou a errar muitos passes depois que sofreu o segundo gol e o Corinthians não forçou o jogo para cima do Inter, para marcar 3 X 0, como deveria ter feito, talvez com receio de sofrer um gol no contra-ataque. Afinal, foi justamente o gol de Carlinhos Bala no final do primeiro jogo, no Morumbi, na decisão de 2008, que acabou permitindo ao Sport ser campeão.

Assim, para evitar a repetição disso, o Corinthians se preocupou mais em fazer o tempo passar, depois que marcou 2 X 0, do que em marcar o 3o. gol.

E o Inter também mostrou que os seus reservas não mantém o nível do time titular. Assim, me parece que o elenco do Corinthians é melhor do que o do Inter, pois os reservas do Timão são bem melhores... Marcelo Oliveira, que fez uma belíssima partida, que o diga.

Os times titulares dos 2 times são equivalentes, mas o Corinthians tem Ronaldo, que decide quando precisa, como se viu contra o São Paulo, Santos, Atlético-PR e no primeiro jogo da final da Copa do Brasil.

Me parece que o Corinthians tem um time mais equilibrado e melhor entrosado (afinal é o mesmo time que disputou a Série B, apenas com Ronaldo e Jorge Henrique como novidades) e que consegue manter o nível da equipe mesmo quando joga com alguns desfalques (eu disse alguns e não 9, como ocorreu contra o Inter na primeira rodada do Brasileirão), enquanto que o Inter depende mais das suas individualidades (como Nilmar, D'Alessandro e Taison).

Além disso, o Inter faz muitas faltas e algumas são bem violentas, como o Leandrão deixou bem claro nesta primeira partida da final. E Sandro e Bolívar são outros que 'batem bem', mas no adversário.

Assim, creio que o Corinthians somente perderá o título da Copa do Brasil para ele mesmo. Até porque, se o Timão fizer um gol, apenas, o Inter terá que fazer 4 para ser Campeão. Portanto, entendo que o Corinthians está com a faca e o queijo na mão para ganhar o Tri-Campeonato da Copa do Brasil, embora não tenha nada decidido ainda.

E essa vantagem deverá ser devidamente explorado pelo Mano Menezes, técnico competente e vitorioso, que colocará o Corinthians, provavelmente, para matar o jogo no contra-ataque em velocidade, explorando a rapidez de jogadores como Jorge Henrique e Dentinho, jogando abertos pelas pontas, e o poder de finalização e decisão de Ronaldo.

Quanto ao Grêmio, o mesmo se classificou para a próxima fase da Libertadores, tal como ocorreu com o Estudiantes. Agora, nas semifinais, teremos uma disputa brasileira, Grêmio X Cruzeiro, e outra envolvendo o Estudiantes X Nacional.

Enquanto o Estudiantes é, claramente, o favorito na disputa contra o time uruguaio, a decisão entre os clubes brasileiros me parece ser bem mais equilibrada, sendo impossível apontar um favorito.

'Panelinha' e diretores derrubam Muricy no São Paulo!!


Muricy é um técnico competente, sem dúvida alguma. Basta ver o tricampeonato brasileiro que deu ao São Paulo em 2006/2007/2008.

Porém, ele é um técnico muito pouco 'político', no sentido de que não negocia, não dialoga, não abre exceções ao seu método de trabalho. Ele não aceita qualquer interferência em seu trabalho, muito menos de diretores do clube. Exemplo: a diretoria do São Paulo queria que ele desse mais espaço para as revelações do clube (que, pelo que fiquei sabendo, investe R$ 1,5 milhão mensalmente nas suas categorias de base e exige que os garotos estudem para valer) no time profissional e Muricy sempre se recusou a fazer isso.

Me parece, também,que Muricy errou a mão em 2009. Diferentemente dos anos anteriores, o São Paulo deste ano não tem um esquema de jogo definido. E Muricy colocava os jogadores para atuar totalmente fora de suas posições (Richarlyson, Jorge Vagner, Dagoberto e Hernanes que o digam). E com isso o time não jogou absolutamente nada neste ano, praticando um futebol muito inferior ao dos anos anteriores.

Assim, em 2009, o fato é que o trabalho do Muricy foi de uma qualidade bem inferior à de 2006/2008.

Além disso, me parece que há problemas sérios de relacionamento dentro do elenco tricolor, com os jogadores novos (principalmente o Washington) sendo claramente sabotados pelos 'veteranos' da casa, como Hernanes, Jorge Vagner, Richarlyson, Hugo, Borges, Dagoberto.

Parece que esses 'veteranos' formaram uma 'panelinha' e não aceitam que jogadores que acabaram de chegar ao clube tomem os seus lugares no time titular e ganhem mais do que eles. E quando isso acontece, a 'panelinha' faz de tudo para prejudicar esses novatos que chegam com fama e fortuna ao clube (caso de Washington).

Com isso, creio que o Muricy perdeu o controle da situação, não comandando mais ninguém e com os jogadores fazendo de conta que não era com eles que Muricy. Tivemos até casos de jogadores reclamando publicamente pelo fato de ficarem na reserva e exigindo um lugar no time titular. Quando se chega a este ponto é porque o técnico não comanda mais nada. De certa maneira, os jogadores do São Paulo já haviam demitido Muricy há um bom tempo.

Desta maneira, o São Paulo somente tinha 2 saídas: ou mandava embora os jogadores que fazem corpo-mole e enquadrava os que ficassem ou demitia o Muricy.

Como o São Paulo, ao contrário do que se diz, não tem uma situação financeira suficientemente boa que lhe permita dispensar jogadores que ganham muito e sair contratando bons jogadores por aí (que também ganharão muito), a diretoria do tricolor (que já não suportava a autonomia com que Muricy trabalhava) optou pela solução mais barata, financeiramente, e que mais agradava aos 'cartolas' tricolores, que foi demitir Muricy.

Além disso, creio que Muricy também se desgastou com os 'veteranos', a 'panelinha' do elenco tricolor, tanto que Hugo, Richarlyson, Jorge Vagner, Dagoberto, estavam todos insatisfeitos com Muricy pelo fato de que quase não jogavam ou então jogavam foram da sua posição original.

Assim, Muricy entrou em conflito com os jogadores veteranos, da 'panelinha', não conseguiu administrar os problemas de relacionamento entre os novos reforços e os veteranos da 'panelinha' e, ainda, entrava em conflito com os membros da diretoria tricolor, pois não aproveitava os jogadores da base, na qual o São Paulo é um dos times que mais investe no Brasil e para os quais oferece uma excelente estrutura.

Com tantos conflitos, assim, bastou uma eliminação vexaminosa na Libertadores para que os desafetos de Muricy (tanto entre os diretores como entre os jogadores) conseguissem, finalmente, se livrar do técnico competente, mas que tem pouco 'jogo de cintura' para aceitar opiniões e sugestões de outros e que faz tanta questão de ter a última palavra em tudo que diz respeito ao seu trabalho como treinador.

A questão é: agora que Muricy foi demitido, os jogadores do tricolor voltarão a atuar com a vontade e a determinação que faltou, até o momento, em 2009? Se isso acontecer, então ficará escancarado o fato de que eles fizeram, sim, corpo-mole para derrubar Muricy. Esta não seria a primeira vez em que isso acontece no futebol e também não será a última.

E fica também a dúvida: será que o novo treinador, Ricardo Gomes, será tão bem-sucedido quanto foi Muricy? E ele terá autoridade para se impor ao grupo de jogadores? Creio que a resposta para ambas as perguntas é a mesma: dificilmente.

Além disso, se o novo treinador são-paulino não tiver respaldo da diretoria para resolver os problemas de relacionamento dentro do elenco, ele acabará sendo, no máximo, um treinador-tampão, um 'tapa-buraco', mas que não ficará muito tempo no cargo, não. E com isso as perspectivas no Brasileirão deste ano serão bem ruins para o atual tricampeão brasileiro.

Caso este cenário negativo se confirme, então existirá, inclusive, uma grande possibilidade de que o tricolor paulista sequer consiga se classificar para a Libertadores de 2010, algo que geraria uma crise muito pior do que a atual, pois a torcida tricolor adora dizer que o São Paulo disputa a Libertadores todos os anos, algo que já não acontece com os seus principais rivais (Corinthians, Palmeiras, Santos) e não perdoaria ninguém do elenco e nem da diretoria atuais caso a classificação para o torneio do qual o São Paulo é tricampeão não seja obtida.

Se os jogadores e os diretores do tricolor, aparentemente, se uniram para derrubar Muricy (e, tudo indica, que foi exatamente isso o que aconteceu), então, agora, eles têm a obrigação de levar o São Paulo, pelo menos, para disputar a Libertadores do ano que vem. Se isso não acontecer, as coisas ficarão bem mais complicadas do que já estão no atual tricampeão brasileiro e a crise atual será 'fichinha' perto da que virá pela frente.

domingo, 7 de junho de 2009

Árbitro prejudica o Cruzeiro, que empata com o retrancado Internacional!! Palmeiras joga mal e vence com grande ajuda da arbitragem!!


Cruzeiro e Inter fizeram um jogo muito nervoso no Mineirão, com muitas faltas duras e lances mais ríspidos, principalmente no começo do jogo, e com muitas provocações e xingamentos de ambos os lados. Tanto isso aconteceu que o goleiro Lauro, do Inter, e o atacante Kléber, do Cruzeiro, foram expulsos logo no começo da partida, de tão nervosos que os dois times estavam.

O Inter abriu o placar logo aos 5 minutos do primeiro tempo e, depois, se fechou totalmente na defesa, marcando forte da sua intermediária para trás. O Cruzeiro não conseguia furar o bloqueio defensivo do Inter, pois errava muitos passes, cruzamentos e finalizações.

Porém, tivemos um lance que me pareceu decisivo na partida, na qual o árbitro (muito fraco) teve uma participação fundamental.

No segundo tempo, o Cruzeiro puxou um contra-ataque em velocidade e o jogador Sandro, do Inter, fez uma falta por trás, derrubando o jogador do Cruzeiro, que já tinha passado do meio-de-campo e fazia uma jogada em velocidade.

Era um lance claro para cartão amarelo.

Mas, Sandro já tinha um cartão amarelo e se o árbitro marcasse a falta, ele teria que dar o segundo amarelo e expulsar o jogador do Inter. Porém, o árbitro não marcou a falta, beneficiando o Inter na cara-dura.

Ao final do jogo, os jogadores do Cruzeiro foram para cima do árbitro, reclamando deste erro e 'aplaudiram', ironicamente, ao árbitro, que teve que sair de campo protegido pela Polícia, devido à indignação dos torcedores cruzeirenses.

E outra coisa: o Inter fez muito mais faltas do que o Cruzeiro e em vários outros lances que os seus jogadores as cometeram o árbitro deixou de dar vários cartões amarelos para os jogadores do time gaúcho.

Com relação ao jogo, o time do Inter não é nenhum bicho-papão e o Cruzeiro dominou inteiramente o jogo, somente não vencendo devido aos inúmeros erros de passe, cruzamento e de finalização.

O Inter se defende muito bem, tendo um sistema defensivo bastante sólido, tanto no jogo rasteiro, como no jogo aéreo, mas creio que o mesmo pode ser penetrado, sim, desde que se toque a bola em velocidade e se explore as jogadas pelas laterais do campo, duas coisas que o Cruzeiro não soube fazer com competência no jogo de hoje.

Já no jogo entre Palmeiras e Vitória, o time baiano foi escandalosamente prejudicado por um erro absurdo do árbitro, Heber R. Lopes, que não deu um gol claro para o Vitória, ainda no primeiro tempo, numa cabeçada que Marcos 'defendeu' quando a bola já havia ultrapassado inteiramente a linha do gol.

É verdade que o Vitória poderia ter vencido a partida mesmo com esse erro grave da arbitragem, pois criou inúmeras jogadas de contra-ataque, mas não soube aproveitá-las, devido ao excesso de dribles e erros de finalização dos seus jogadores. Mas, o erro do árbitro foi muito prejudicial ao time baiano. Creio que o árbitro da partida deveria ser punido, pois foi um erro grave e que influiu diretamente no resultado final da partida.

Quanto ao Palmeiras, fez um péssimo primeiro tempo e melhorou um pouco no segundo tempo, quando Luxemburgo colocou Ortigoza e Deyvid Sacconi em campo, tirando o lateral Henrique e o atacante Keirrison (que jogou mal novamente). A vitória do Palmeiras veio muito mais em função dos erros de ataque do Vitória do que por méritos do time paulista. Se o Palmeiras jogar desse jeito contra o Nacional do Uruguai, pela Libertadores, correrá o risco de ser eliminado com uma goleada.

Já o Fluminense derrotou o Botafogo por 1 X 0, enquanto o Sport virou em cima do Flamengo, vencendo por 4 X 2, e o Atlético-MG enfiou 4 X 0 no Atlético-PR, na Arena da Baixada, e provocou a queda do técnico Geninho. Também tivemos Goiás 2 X 2, Avaí 0 X 0 São Paulo, empate entre Santo André 3 X 3 Santos. Este foi o jogo em que Fábio Costa quase arrebentou com um jogador do Santo André, dentro da área santista, e o árbitro não marcou nada, prejudicando o time do ABC. E o Grêmio derrotou o Náutico por 3 X 0. Estes dois últimos jogos foram disputados na quinta-feira.

Esse campeonato brasileiro, até o momento, mostra estar mais equilibrado do que o do ano passado, pois apenas 3 pontos separam o 3o. colocado, o Vitória, do 14o. colocado, que é o Santo André, com 6 pontos.

Para ver a classificação do campeonato, clique aqui:

http://esporte.ig.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro_serie_a_2009/classificacao/

Brasil é mortal no contra-ataque! Falta aprender a jogar tomando a iniciativa do jogo!


O Brasil goleou o Uruguai, em pleno estádio Centenário, aplicando um sonoro 4 X 0, algo inédito na história do futebol uruguaio, que nunca havia sido derrotado por um placar tão elástico, em toda a sua história, jogando em sua casa.

A seleção de Dunga fez uma ótima partida, não há como negar. Mesmo quando foi pressionado intensamente pelos uruguaios, logo depois que Daniel Alves abriu o placar num frango do tamanho do Centenário tomado pelo goleiro uruguaio, o Brasil soube resistir à pressão e Julio César voltou a ter outra fantástica atuação, defendendo absolutamente tudo lá atrás.

Depois que o Brasil fez 3 X 0 o jogo acabou e, mesmo com uma expulsão injustificável de Luis Fabiano (que foi lançado, tocou a bola e saltou para evitar o choque com o goleiro), que vinha jogando muito bem, infernizando a defesa uruguaia (que sentiu muito a ausência de Lugano e facilitou as coisas para o Brasil), o Brasil ainda marcou mais um gol, de pênalti, que foi convertido por Kaká, dando números finais ao placar da partida.

Esse jogo demonstra, claramente, que a seleção de Dunga é armada e treinada para se defender intensamente, marcar muito bem e jogar no contra-ataque, aproveitando-se da velocidade e do talento individual de jogadores como Kaká, Robinho e Luís Fabiano, principalmente.

Neste sentido, creio que Dunga faz a sua seleção jogar com base no mesmo estilo de jogo da Seleção Brasileira Campeã do Mundo de 1994, que era treinada por Carlos A. Parreira. E isso não é de surpreender visto que a mesma é comandada por Dunga e por Jorginho, campeões mundiais com aquela Seleção.

A Seleção Brasileira de Dunga é uma equipe que não se preocupa em dar show para a torcida, mas em ser forte e competitiva. Ela joga marcando muito, intensamente, durante o tempo inteiro. Todos os jogadores voltam para ajudar na marcação quando o Brasil é atacado e tentam roubar a bola para liquidar com o adversário no contra-ataque. E isso tem funcionado ultimamente, visto que nos últimos quatro jogos pelas Eliminatórias que o Brasil fez fora de casa o selecionado canarinho obteve 3 vitórias e 1 empate.

Portanto, ninguém pode negar que esse estilo de jogo adotado por Dunga está dando bons resultados, tanto que o Brasil já assumiu a liderança das Eliminatórias Sul-Americanas e deverá se classificar com folga para a próxima Copa do Mundo de 2010.

Porém, esse mesma Seleção Brasileira de Dunga demonstra que possui grandes dificuldades para jogar contra equipes que jogam retrancadas e que obrigam o Brasil a sair para o jogo, tomando a iniciativa da partida. Sempre que o Brasil enfrenta uma seleção bem armada defensivamente e tem que tomar a iniciativa de atacar, a Seleção Brasileira enfrenta sérias dificuldades.

Dunga já conseguiu dar um padrão de jogo eficiente e competitivo para a Seleção Brasileira quando a mesma joga marcando forte e atua no contra-ataque. Porém, não se pode dizer o mesmo quando o Brasil tem que tomar a iniciativa do jogo. Em vários jogos isso ficou claro (como quando empatou em 0 X 0 com a fraca seleção da Bolívia jogando no Maracanã). Cabe à Dunga, agora, resolver esse problema.

Caso Dunga consiga fazer a Seleção Brasileira jogar de maneira ofensiva, tomando a iniciativa do jogo quando enfrenta um adversário retrancado e que sabe se defender, com a mesma eficiência com que o Brasil joga quando marca forte e contra-ataca em velocidade, então entendo que o Brasil entrará na Copa do Mundo de 2010 como um dos grandes favoritos ao título, sem dúvida alguma.

Para maiores informações, clique aqui:

http://esporte.ig.com.br/futebol/2009/06/06/brasil+goleia+uruguai+e+derruba+tabu+de+33+anos+6584900.html

A hipocrisia da torcida e do time do Vasco!


A demonstração de hipocrisia do time e da torcida do Vasco, nesta semana, me deixaram abismados. Ambos adotaram uma postura patética e ridícula. Explico: o Vasco reclama de um pênalti não marcado a seu favor no segundo jogo contra o Corinthians, pela semi-final da Copa do Brasil, disputado no Pacaembu nesta quarta-feira passada.

Porém, o que os vascaínos não dizem é que na primeira partida da semi-final, disputada no Maracanã, tivemos um pênalti escandaloso cometido sobre o zagueiro Chicão, que sofreu uma 'gravata' do jogador do Vasco dentro da área vascaína numa cobrança de escanteio a favor do Corinthians. Mas, disso os vascaínos não reclamam! Por que será, hein?

Além disso, neste mesmo segundo jogo da semi-final, entre Corinthians e Vasco, o árbitro foi muito 'bonzinho' com o Carlos Alberto, meio-campista do Vasco, que se envolveu numa confusão logo no começo da partida e ficou impune. Posteriormente, ele recebeu um cartão amarelo. Oras, se Carlos Alberto tivesse recebido o cartão amarelo na confusão inicial, o outro cartão amarelo teria sido o segundo dele no jogo e, logo, ele teria sido expulso. Mas, sobre isso os vascaínos também não dizem absolutamente nada.

O fato concreto é que o Vasco não teve capacidade para eliminar o Corinthians e, agora, fica chorando por causa disso, mostrando que não sabe perder. Patético!

Corinthians derrota o Coritiba por 2 X 0 no Pacaembu!!


Em um jogo realizado num dia e horário que afastou o público do estádio (convenhamos que 21hs de Sábado não é o melhor dia e horário para um jogo de futebol, mas a CBF parece que não sabe disso) o Corinthians derrotou o Coritiba por 2 X 0 e, de certa forma, finalmente estreou na Série A do Brasileirão, pois nos jogos anteriores atuou ou com um time misto ou com um time reserva. Na partida contra o time paranaense o técnico Mano Menezes (que está com a moral em alta depois que a CNN revelou que o Corinthians é o time com a 4a. melhor campanha do futebol mundial entre meados de 2008 e agora, sendo superado apenas por Barcelona, Manchester United e Inter de Milão) não 'poupou' ninguém, pois os que ficaram de fora da partida (Ronaldo, Jorge Henrique e William) é porque não tinham, de fato, condições de jogar.

O placar foi mais do que merecido, pois o Timão dominou totalmente o jogo. O primeiro tempo foi, praticamente, um jogo do ataque corintiano contra a defesa do Coritiba. O Corinthians praticamente 'alugou' o meio-campo do time paranaense e criou inúmeras oportunidades de marcar, o que acabou acontecendo no final do primeiro tempo, numa bela jogada que contou com a participação de Alessandro(que está jogando muita bola nas últimas partidas do Corinthians, marcando e apoiando muito bem ao ataque), Douglas (deu um ótimo passe para o lateral e foi outro que fez uma ótima partida) e que resultou na finalização de Souza, que fez o seu primeiro gol pelo Corinthians com a bola rolando.

Como terminou o primeiro tempo atrás no marcador, o Coritiba voltou mais ofensivo na segunda etapa e acabou abrindo mais espaço para os rápidos e perigosos contra-ataques do Corinthians e foi num deles que W.Saci fez uma ótima jogada e cruzou para Douglas marcar de cabeça. O segundo gol corintiano praticamente liquidou a fatura e, daí, o time paulista ficou tocando a bola e fazendo o tempo passar.

Essa vitória marca, de fato, a estréia do Corinthians e mostrou que o time é forte e competitivo e têm plenas condições de conquistar, no mínimo, uma vaga na Libertadores 2010 (isso caso o Timão não seja o campeão da Copa do Brasil) e até de vencer o campeonato brasileiro deste ano.

Com essa vitória, o Corinthians chegou a 7 pontos no Brasileirão e, no próximo domingo, enfrentará o Goiás no estádio Serra Dourada.

Para maiores informações, cliquem aqui:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Futebol/0,,CCF30003-9825,00.html

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Corinthians X Inter fazem a final da Copa do Brasil!!


Como foi previsto pelo autor deste blog, Corinthians e Inter farão a final da Copa do Brasil de 2009, em dois jogos que serão disputados no dia 17 de Junho, em São Paulo, e no dia 1o. de Julho, em Porto Alegre.

O Corinthians jogou pelo resultado na partida contra o Vasco, na quarta-feira, e segurou um 0 X 0 que deu a classificação para o time paulista, pois o mesmo havia empatado em 1 X 1 no RJ, e o gol marcado fora de casa decidiu a classificação em favor do Timão.

Embora o Vasco tenha ficado mais tempo com a bola no pé e tomado a iniciativa do jogo, em termos de chances reais de se marcar o gol o jogo foi equilibrado, com os dois times criando o mesmo número, praticamente, de chances de fazer o gol.

O Corinthians, claramente, optou por se defender e jogar no contra-ataque e poderia ter liquidado a fatura se não tivesse errado tanto nas finalizações. Elias, Ronaldo, e Dentinho perderam chances claras de gol, o mesmo valendo para o atacante do Vasco, Elton.

Já o Inter perdeu do Coritiba, por 1 X 0, em jogo realizado em Curitiba, mas como havia vencido a primeira partida, em Porto Alegre, por 3 X 1, o Colorado alcançou a classificação para a final.

Assim, aqueles que são, hoje, os dois melhores times do Brasil, irão decidir a Copa do Brasil de 2009.

Nada mais justo.

Para mim, torço para que vença o melhor!

Desde que o melhor, é claro, seja o Corinthians!!

Para maiores informações, clique aqui:



http://esporte.ig.com.br/futebol/2009/06/03/frio+corinthians+segura+0+a+0+com+o+vasco+e+volta+a+final+6528926.html

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Brasileirão 2009: 4a. Rodada!!

Comentando a rodada deste final de semana do Brasileirão, creio que mesmo que o São Paulo tenha jogado bem contra o Cruzeiro, ainda é cedo para apontá-lo como um dos favoritos ao título nacional, pois o Cruzeiro, quase sempre, joga mal fora de casa e sua defesa toma muitos gols, mesmo. E essa foi apenas a primeira partida em que o São Paulo jogou bem desde que derrotou o Palmeiras no Paulistão. É muito pouco, para quem deseja ser campeão brasileiro ou ganhar a Libertadores, fazer uma boa partida a cada 10 ou 12 que joga.

Quanto ao Corinthians, nenhum titular participou do jogo contra o Santos, nem no banco de reservas eles ficaram, então me parece que esse jogo foi só para cumprir tabela, mesmo, e não serve como parâmetro para o restante do campeonato brasileiro. Acredito que estando completo e sem poupar ninguém, o Timão terá grandes chances de se classificar para a Libertadores e brigar pelo título.

O Inter continua 100% no Brasileirão, mas jogou, até agora, contra 2 times fracos (Goiás e Avaí), fez uma partida contra os reservas do Corinthians e somente jogou contra os titulares do Palmeiras.

O Flamengo criava muitas chances de gol nos jogos anteriores, mas as desperdiçava. Com Adriano, as chances disso acabar são grandes e se não houver um desmanche do time (dizem que Ibson voltará para Portugal e que outros estão descontentes devido aos atrasos frequentes de salários) ficará entre os primeiros colocados e brigará pelo título.

O Palmeiras pipocou contra o Barueri, mas tem um bom time. E ficaria melhor se mandasse Luxemburgo embora e contratasse um técnico competente, mais barato e menos 'estrela' do que Luxemburgo.

O Atlético mostrou as suas limitações empatando contra o Santo André em casa, mesmo jogando com um jogador a mais durante boa parte do segundo tempo. O Galo mineiro somente está entre os primeiros colocados porque Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro, Grêmio e São Paulo estão focados em outros torneios (Copa do Brasil e Libertadores).

Botafogo, Sport, Vitória, Náutico brigarão por vaga na Sul-Americana.