Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 16 de julho de 2011

Sem alarde, Mano expõe problemas táticos do Brasil!

Sem alarde, Mano expõe problemas táticos do Brasil

Desde a estreia, técnico faz mudanças na forma de o time jogar

Mano Menezes (Foto: Mowa Press)  
Mano Menezes vai tentando organizar o time (Foto: Mowa Press)

Alexandre Lozetti Bruno Braz
- Publicada em 16/07/2011

Mano Menezes não altera o tom de voz, não dá declarações polêmicas e, na opinião da maioria, não rende boas manchetes. Mas em suas entrevistas é possível detectar as mudanças que o técnico exige da  Seleção para eliminar o Paraguai, amanhã, nas quartas de final.

Desde a estreia contra a Venezuela, o comandante corrigiu aspectos importantes, como a movimentação dos homens de frente. Sem linha, com variação de lados. Uma das mudanças mais significativas foi tirar Alexandre Pato de dentro da área.

– Mano me falou no treino que eu devia abrir ou voltar para pegar a bola, lá dentro a marcação fica muito em cima. Deu certo, fiz os dois gols.

Na primeira fase da Copa América, o Brasil só empatou com os paraguaios graças a um gol de Fred nos últimos minutos. Amanhã, em La Plata, o confronto vale mais. Vale uma vaga na semifinal do torneio. Por isso, Mano acha importante enfrentar uma equipe já conhecida, embora preveja surpresas também do rival, seu amigo Tata Martino.

– Sou técnico e penso que temos condições de preparar melhor a equipe contra adversários conhecidos. Vamos sofrer a mesma coisa pelo Paraguai, que tem um técnico muito competente. Serão estratégias bem definidas – elogiou o chefe.

A cartilha do professor Mano está dada. Cabe aos atletas estudar para levar a Seleção Brasileira adiante.


Jadson, dessa vez, ficará no banco

O meia Jadson foi a grande surpresa da Seleção no primeiro duelo diante do Paraguai, na primeira fase. Entrou, deu ótimo passe para Alexandre Pato, fez um gol, levou cartão amarelo, foi substituído no intervalo e não apareceu mais na equipe.

Agora, às vésperas de reencontrar o rival, o jogador voltou a ter seu nome falado. Utilizado para surpreender taticamente os paraguaios, dessa vez ele ficará no banco. Mano, no entanto, deixa a escalação em aberto.

– Fizemos jogos com as duas formações, então ambas são coerentes – despistou.

Só que a atuação do setor ofensivo na goleada por 4 a 2 diante do Equador deixou Mano Menezes animado. Ele vai reeditar a formação em prol do entrosamento para tentar chegar à decisão no ponto ideal.

– É importante ter a afirmação de uma ideia e avançar nisso. Saímos de um jogo com a convicção de que estamos mais consistentes – afirmou o comandante do time.

Bate bola com Mano Menezes, técnico da Seleção Brasileira
Você está contente com a cobertura dos zagueiros da Seleção?
Estou. Com exceção do jogo contra o Paraguai, quando tivemos erros. O posicionamento é bom. Nada que exija correções drásticas.

É preciso acelerar mais as jogadas ofensivas daqui para frente?
Isso só é possível com entrosamento maior.  Quando a bola chega numa faixa de campo em que o jogador não tem tempo para dominar, levantar a cabeça, esse entrosamento resolve. Ele sabe onde o companheiro está. Aí consegue acelerar. A melhora ofensiva é questão de tempo.

O Maicon fez aquilo que você espera do lateral contra o Equador?
Gosto que o lateral apareça de vez em quando, mas quando apareça faça algo importante para a equipe. Podemos chegar mais vezes, desde que signifique algo positivo. Não adianta tomar bola nas costas, ter de mexer na cobertura do lateral.

Acredita num jogo diferente do que foi o empate da primeira fase?
A tensão aumenta porque o custo do jogo é vale mais. Não se sabe se o Paraguai virá da mesma forma, mas pensamos na Seleção.
Link:
http://www.lancenet.com.br/copaamerica/Mano-expoes-problemas-taticos-Brasil_0_517748490.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário