Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

61% dos paulistanos são a favor da construção do estádio do Corinthians!

Itaquerão sim; abertura tanto faz

Pesquisa Datafolha mostra amplo apoio de paulistanos à arena, porém maioria não se empolga com festa inicial e 1º jogo da Copa

DE SÃO PAULO

Os paulistanos, incluindo a maioria dos torcedores santistas e parcelas expressivas dos palmeirenses e são-paulino, querem o Itaquerão. O mesmo não se aplica à abertura da Copa de 2014.

É o que mostra pesquisa Datafolha realizada nos dias 4 e 5 de agosto, que entrevistou 624 pessoas e que tem margem de erro máxima de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pelo levantamento, 61% dos moradores da cidade são a favor da construção da arena corintiana, que tem custo atual estimado em R$ 820 milhões, sem contar instalações provisórias específicas para o Mundial que serão bancadas pelo governo do Estado.

Os que disseram ser contra o estádio foram 28%, e 11% não souberam responder.

O maior apoio, óbvio, é dos corintianos (83%). Mas é enorme entre os santistas (67%) e parecido, e considerável, entre palmeirenses (49%) e são-paulinos (46%).

SEM EUFORIA

Estádio para o Corinthians tudo bem, mas nada de dinheiro público ou euforia com a abertura do Mundial.

A pesquisa apontou que 60% dos entrevistados têm a opinião de que a abertura da Copa para São Paulo é nada importante -23% a julgam um pouco importante e apenas 17% muito importante.

Ironia é que são os corintianos os mais descrentes com a abertura, evento que, segundo prefeitura e governo de SP, justifica isenções fiscais e investimento estatal em estruturas provisórias.

Entre os entrevistados que se disseram corintianos (praticamente um terço da cidade), 70% classificam o jogo inaugural do Mundial como nada importante. Índice que cai para 57% entre os são- paulinos, que viram o Morumbi ser rejeitado pela Fifa.

Se dependesse do paulistano, o uso de verba estatal no Itaquerão seria vetado. A utilização de dinheiro dos cofres públicos nas três esferas de governo foi rejeitado pela maioria dos entrevistados.
Nesse ponto, a paixão clubística fica mais evidente.

No grupo dos corintianos, 53% disseram, por exemplo, serem a favor de investimentos da prefeitura na arena.

Entre os santistas, o índice foi de 27%, caindo para 20% no caso dos palmeirenses e 19% no dos são-paulinos.

MEIO A MEIO

Os moradores da maior cidade do país se dividem quanto aos efeitos da Copa.

O Datafolha perguntou se o evento trará mais benefícios ou prejuízos para a população, e houve empate técnico -53% optaram pelo lado positivo e 47% pelo negativo.

Aprovação maior só para os efeitos do Mundial na zona leste e em Itaquera.

Segundo a pesquisa, a competição terá mais efeitos positivos do que negativos na zona leste para 66% dos entrevistados e para 67% no caso específico do bairro.


Link:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk1908201102.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário