Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 6 de agosto de 2011

Paris Saint-Germain esbanja com milhões do Qatar!

Paris Saint-Germain esbanja com milhões do Qatar!

RAFAEL REIS
DE SÃO PAULO

O país-sede da Copa de 2022 conseguiu desviar para a França a rota das contratações milionárias, normalmente concentrada em Itália, Espanha e Inglaterra.

Após a venda de 70% de suas ações para o Qatar Sports Investments (QSI), fundo de investimento do governo qatariano, o Paris Saint-Germain se intrometeu entre os ricos e virou o clube mais gastador da Europa.


Bertrand Guay/France Presse
Torcedor do PSG, na frente do estádio Parc des Pinces, veste camisa de Pastore, contratado por € 42 milhões
Torcedor do PSG, na frente do estádio Parc des Pinces, veste camisa de Pastore, contratado por € 42 milhões 

O time da capital levou para a França o goleiro da seleção italiana Salvatore Sirigu, o volante da Juventus Mohamed Sissoko e o meia-atacante Jérémy Ménez, da Roma.

Mas sua grande vitória foi bater o gigante Chelsea, que também possui um proprietário bilionário e disposto a gastar muito pelo argentino Javier Pastore, do Palermo.

O meia era um dos jogadores mais desejados do mercado europeu nesta temporada e acabou acertando com o PSG por € 42 milhões (R$ 93,6 milhões), segundo negócio mais caro da atual janela.

A transferência já foi confirmada por Pastore, mas não pelo clube. Há a possibilidade de ele ser apresentado durante o jogo de estreia no Francês, hoje, ante o Lorient.

Com a confirmação do negócio, o PSG será o recordista de gastos em toda a Europa nesta pré-temporada, com € 85 milhões (mais de 193 milhões). O valor representa mais de 52% do gasto dos times franceses com reforços.

Quem controla o projeto do clube, campeão nacional pela última vez em 1994, é o brasileiro Leonardo, que deixou de ser treinador da Inter de Milão para virar manager.

Ele tentou levar para Paris os meias Ganso e Lucas. Pelo menos por enquanto, os petrodólares que, segundo o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, "compraram a realização" do Mundial-2022, não foram suficientes para isso.

O PSG não é o único clube europeu recém-elevado de patamar pelas montanhas de dinheiro vindas do Qatar.

O Málaga escapou do rebaixamento na temporada passada na Espanha após passar para as mãos do empresário Abdullah Al-Thani.

Na atual janela, gastou mais até do que os dois hegemônicos clubes do país, Barcelona e Real Madrid.

Agora, quer fazer frente a eles também em campo.

Link:
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/955552-paris-saint-germain-esbanja-com-milhoes-do-qatar.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário