Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 6 de agosto de 2011

Sucesso de gigantes leva a 'Brasileirão das multidões'!

Sucesso de gigantes leva a 'Brasileirão das multidões' - do Lance!

Clubes de maior torcida do país disputam título e garantem, por enquanto, as vagas na Libertadores do ano que vem

Torcida do Corinthians no Pacaembu (Foto: Fernando Roberto)  
Primeiro na classificação, Corinthians lidera a média de público do Brasileirão deste ano (Foto: Fernando Roberto)
 
Daniel Leal e Mauricio Oliveira - Publicada em 06/08/2011
 
Não são apenas as torcidas de Corinthians e Flamengo que se divertem com a boa campanha de seus times no Campeonato Brasileiro deste ano. Logo abaixo, de terceiro a quinto lugares na tabela, fãs de São Paulo, Vasco e Palmeiras também fazem do Nacional o "mais popular" da história.

“(A torcida)
ajuda quando
tu estás com
dificuldade
grande em
uma partida.
Falei para os
atletas: ‘Se
não deu
primeiro
passe bem
dado, não
faz’. À medida
em que apoia,
o torcedor
passa confian-
ça e o atleta
sente isso”
Tite
Técnico do
Corinthians


“Em
momento
algum do ano,
eu me lembro
de ver a
torcida
contra.
O torcedor do
Flamengo é
muito forte e
é bom tê-lo ao
nosso lado.
É verdade que
sempre tem
uma meia
dúzia que fica
no pé, mas
eles sempre
voltam para
casa”
Vanderlei
Luxemburgo
Técnico do
Flamengo


“A torcida é
sempre
importante.
sempre gosto
de ir em um
estádio cheio.
Entendo que
(jogo) toda
quarta-feira e
domingo é
salgado para
o torcedor,
mas tendo um
bom jogo a
torcida volta”
Adilson Batista
Técnico do
São Paulo


“É curioso (os
cinco clubes
mais popula-
res liderarem
o BR-11), mas é
um fato que
não pode ser
desprezado.
Estarei atento
porque, se
isso tiver vida
longa, essa
influência
precisa de um
estudo mais
elaborado”
Ricardo Gomes
Técnico do Vasco            


“É importan-
tíssimo ter
o torcedor
presente,
empurrando
o time e
ajudando
os atletas”
Felipão
Técnico do
Palmeiras, antes
de enfrentar o
Flamengo e dos
33.575 pagantes
no Pacaembu
Sim, porque nunca – em 40 edições do Brasileirão – os cinco clubes de maior torcida do país ocuparam as cinco primeiras colocações.

Para se ter uma ideia do que isso representa, os times somam quase 100 milhões de torcedores (95,3 milhões mais precisamente), de acordo com a última pesquisa LANCE!-Ibope, realizada em 2010. Ou 49,4% do total da população brasileira!

Enquanto disputam o título, quatro deles cavam também as vagas na Libertadores do ano que vem – juntando-se a Vasco e Santos, este com vaga garantida por ser o atual campeão e dono de mais 5,2 milhões de torcedores no Brasil.

Pois em duas ou três rodadas, com tropeços, os gigantes podem perder espaço para os "emergentes" Botafogo, Fluminense, Internacional...
– Isso é tudo estatística, o futebol muda a cada momento e, aqui no Flamengo, sempre fazemos projeções de campeonato – afirma o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Curiosamente, o "Brasileirão das multidões" só não se reflete nas arquibancadas e quebra recordes de público por causa da Copa do Mundo no Brasil, em 2014.

Sem o Maracanã, interditado para reformas desde o ano passado, por exemplo, o Fla tem jogado no Engenhão e no Cláudio Moacyr, em Macaé.

Tem média de 19.770 pagantes, menos da metade dos 41.553 por jogo que teve em 2009, quando foi campeão atuando na "sua casa".

Situação semelhante acontece com o Palmeiras – embora o Palestra Itália, também fechado para obras, não seja o estádio de São Paulo no Mundial. O time de Felipão atuou no Teixeirão, em São José do Rio Preto, no Canindé e no Pacaembu e tem média de 15.135.

O líder de público neste ano é o também líder do Brasileirão, o Corinthians, com 27.139 pagantes por jogo – fez todas as partidas no Pacaembu, com exceção da estreia, na Fonte Luminosa, em Araraquara, por causa de punição do STJD.

Público do Fla deve cair

O Flamengo jogará mais vezes do que previa em estádios pequenos até o fim do Brasileirão. O desejo do clube era atuar o maior número de vezes possível no Engenhão. Porém, a pedido do Botafogo, terá de ir a arenas menores em determinadas partidas.

O Glorioso pediu à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) que algumas partidas marcadas para o Engenhão sejam transferidas de local. O motivo é a maratona de jogos que o estádio enfrentaria, prejudicando a já irregular condição do gramado.

O pedido já foi feito, mas ainda não há uma decisão de quais jogos mudarão de local.

– O pedido foi no sentido de discutir casos em que três jogos são disputados quase que em seguida. Com base nisso é se vai fazer ajustes – explicou o diretor-executivo do Botafogo, Sérgio Landau.

Clássicos na reta final

Mais do que em outros anos, as multidões dos cinco clubes de maior torcida do país farão diferença na reta final do Brasileiro. As duas últimas rodadas de cada turno terão clássicos entre essas equipes, o que poderá colocar em jogo vagas em competições sul-americanas e até o título.

A decisão foi pensada para evitar um típico problema das temporadas passadas: clubes que escalavam times mistos nos jogos finais para prejudicar rivais em melhores condições na tabela.

Estão previstos três confrontos entre os cinco ponteiros até aqui do Brasileiro. Na penúltima rodada de cada turno (18 e 37, respectivamente), o São Paulo enfrenta o Palmeiras. Na última (19 e 38), são outros dois clássicos: Palmeiras x Corinthians e Flamengo x Vasco. Promessa de ainda mais festa nas arquibancadas.

COM A PALAVRA: Roberto Assaf
Colunista do LANCE! e historiador
'As grandes torcidas ainda farão a diferença'
Acho que se trata de uma coincidência o fato
de os cinco clubes de maior torcida estarem
no topo da tabela. Na minha opinião, estão
lá por, até agora, terem os melhores times
do campeonato.

O Corinthians chegou com time quase pronto.
O São Paulo acertou logo no início. O
Flamengo vem bem desde o Estadual. O
Vasco manteve o pique da Copa do Brasil. E o
Palmeiras é competitivo graças a Felipão.

Mas à medida em que o Brasileiro avança é
que a torcida vai ganhando um peso maior. O
Flamengo já levou mais de 25 mil contra o
Grêmio. Hoje, fará o mesmo. É natural. Como
tem torcida maior, vai levando cada vez mais
público ao estádio. Aí, sim, será sensível
essa diferença.

(Pesquisa nacional em 2010 em milhões de torcedores)

Confira os públicos do Flamengo como mandante

Confira os públicos do Timão como mandante

Confira os públicos do São Paulo como mandante


Confira os públicos do Palmeiras como mandante

Confira os públicos do Vasco como mandante

Nenhum comentário:

Postar um comentário