Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 24 de junho de 2017

Corinthians derrota o Bahia e mantém a liderança do Brasileiro! – Marcos Doniseti!

Corinthians derrota o Bahia e mantém a liderança do Brasileiro! – Marcos Doniseti!
Corinthians faz uma ótima temporada em 2017. Até agora foram apenas duas derrotas, sendo que a última (para a Ferroviária) foi por 1 X 0 e com um gol irregular de Alan Mineiro.  

O Corinthians continua na liderança do Brasileiro depois da nona rodada. Nas últimas três partidas, o Timão conquistou duas vitórias em sua casa (Cruzeiro e Bahia) e um empate fora (Coritiba). 

Foram partidas contra dois times fortes e que são bem organizados taticamente (Cruzeiro e Coritiba) e outra, contra o Bahia, que também fez uma marcação forte desde o início da partida. 

Os resultados para o Corinthians nestes três jogos foram bons, portanto, mas poderiam ter sido ainda melhores se o árbitro não tivesse prejudicado o Corinthians anulando um gol legítimo de Jô contra o Coritiba. Sem esse ‘erro’, o Timão poderia ter vencido as suas três partidas e, agora, estaria com 25 pontos, com 3 pontos de vantagem sobre o Grêmio. 

Outra coisa importante é que o desempenho do Corinthians nestas três partidas foi inferior aos dos três jogos anteriores (contra Santos, Vasco e São Paulo) e, mesmo assim, o Timão conquistou 7 pontos importantes, que o mantiveram na liderança do Brasileiro.

Cruzeiro e Coritiba marcaram muito bem o Corinthians e o Bahia também dificultou bastante o jogo para o Timão com uma boa marcação, principalmente no primeiro tempo.

Desde o início da partida, o treinador Jorginho fez o Bahia avançar a marcação, dificultando a saída de bola do Corinthians. Os principais jogadores ofensivos do time corintiano (Jadson, Rodriguinho, Jô, Romero) também eram bem marcados pelo time baiano, bem como as ‘subidas’ dos alas/laterais (Fagner e G.Arana) para o ataques.

Com isso, o primeiro gol saiu aos 25 minutos do primeiro tempo. Jô abriu o placar após excelente jogada de Fagner (que fez uma ótima partida). Ele recebeu a bola dentro da área, driblou o goleiro e chutou para o gol. 

No segundo tempo, o Corinthians jogou no contra-ataque, mas o desempenho do time caiu em função do visível desgaste de alguns jogadores importantes (Jô, Rodriguinho, Jadson, Romero). 

Carille tirou os três primeiros e colocou Kazim, Camacho e Marquinhos Gabriel. Os três entraram e jogaram muito bem e, assim, o Timão melhorou bastante. Com fôlego renovado, o Corinthians ficou mais ofensivo e fez mais dois gols (Balbuena e Marquinhos Gabriel) e fechou a partida em 3 X 0. Jô (no primeiro tempo) e Kazim (no segundo tempo) perderam boas oportunidades de marcar, o que mostra que o placar poderia ter sido ainda mais folgado. 

Agora, dos próximos 3 jogos do Timão somente 1 será fora de casa (Grêmio), o que é uma boa oportunidade para se manter na liderança, mas os jogos em casa serão contra dois bons times: Botafogo e Ponte Preta. E depois o Corinthians terá o clássico contra o maior rival  (Palmeiras), no estádio deste. 

Ficou claro que nas últimas partidas o time corintiano demonstrou um grande desgaste físico, principalmente no segundo tempo, quando o Corinthians acaba sendo atacado com mais intensidade pelos adversários e passa a viver em função de jogadas de contra-ataque. 

Somente com as substituições, com jogadores descansados, é que o Timão volta a se tornar mais ofensivo. 

Apesar de cansar no segundo tempo e ser bastante atacado pelos adversários, o Corinthians não sofreu nenhum gol nas partidas contra Cruzeiro, Coritiba e Bahia. 

Isso aconteceu porque o sistema defensivo do Corinthians é muito bom, o que acaba limitando as chances reais de gol dos adversários. 

No caso do jogo contra o Bahia, o time da ‘boa terra’ tentou furar o bloqueio defensivo corintiano com chutes de fora da área, mas a imensa maioria deles foi para fora. E quando a bola foi na direção do gol o excelente goleiro Cássio fez ótimas defesas.

A superioridade técnica do Timão, um sistema defensivo forte e bem organizado, a entrada de reservas que jogaram bem e algumas excelentes defesas de Cássio é que acabaram sendo os fatores decisivos para a conquista destes sete pontos. 

O desgaste e o cansaço que o time corintiano está sofrendo no segundo tempo destas partidas mostram que Fábio Carille deveria começar a usar os jogadores reservas com mais frequência no Brasileiro e na Sul-Americana. 

O elenco corintiano conta bom jogadores que podem entrar no time titular e dar conta do recado: Walter, Pedro Henrique, Clayson, Pedrinho, Camacho, Felipe Bastos, Clayton, G.Augusto, Léo Príncipe, Kazim.

Assim, Carille poderá preservar os titulares, evitando problemas musculares, como os que Marquinhos Gabriel sofreu em Curitiba e que atingiram (com maior gravidade) Léo Príncipe, Balbuena e Pablo anteriormente. 

Aliás, Marquinhos Gabriel já conquistou o seu espaço no time e o fato é que ele está merecendo ser titular do Timão. Contra o Bahia ele fez outra ótima partida e marcou um golaço por cobertura. Ele participa ativamente da criação de jogadas de ataque e recua para fechar a marcação pelo lado direito da defesa corintiana. Pedro Henrique também jogou muito bem nas partidas que disputou quando substituiu o contundido Balbuena.

Romero também é um dos jogadores mais desgastados e o seu desempenho nas últimas partidas já foi inferior ao que costuma jogar, com ele tendo dificuldades para voltar para a defesa, o que não acontecia nas partidas anteriores. Carille deveria começar a pensar em deixa-lo fora por uns tempos, para que ele possa se recuperar fisicamente. 

O volante de marcação Paulo Roberto também atuou relativamente bem nas partidas em que jogou improvisado na lateral-direita, principalmente no aspecto defensivo. E Léo Príncipe fez um excelente primeiro tempo na partida contra o Universidade do Chile, quando sofreu uma lesão muscular. 

Kazim entrou no lugar de Jô (que faz uma excelente temporada) na partida contra o Bahia e jogou muito bem. Merecia ter marcado um gol, pelo menos. 

Logo, Carille tem bons jogadores reservas à sua disposição, que podem entrar no time titular nas próximas partidas e deveria utilizá-los com mais frequência a fim de diminuir o desgaste dos titulares.  

O fato do time do Corinthians disputar somente o Brasileiro e a Sul-Americana poderia ser benéfico para o mesmo, pois em teoria o time iria se desgastar menos do que outros clubes, que estão disputando três competições. 

Mas o desgaste é inegável, até pelo fato dos jogadores corintianos jogarem intensamente todas as partidas. O sistema de marcação do time é total, começando com Jô e terminando na defesa. 

E todos os jogadores que entram cumprem as orientações do ótimo treinador corintiano, Fábio Carille. 

Os jogadores marcam, fazem a cobertura dos que atacam, dão carrinhos, atacam e defendem o tempo inteiro. Até mesmo o ótimo Jô e Marquinhos Gabriel (que está jogando muito bem e já merece a titularidade) chegam a recuar para ajudar na marcação. 

Assim, todos ajudam todos dentro de campo, o que contribui decisivamente para essa ótima campanha que o Corinthians faz nesta temporada, acumulando 22 jogos invictos e tendo perdido apenas duas partidas até o momento (Santo André e Ferroviária, com um gol irregular marcado por Alan Mineiro). 

E é essa força coletiva que faz com que o Corinthians seja o líder do Brasileiro até este momento. 

Na próxima quarta-feira o Corinthians jogará na Colômbia, contra o Patriotas, pela 
Sul-Americana, e tudo indica que Carille irá colocar um time misto para jogar, o que é o mais correto, até para dar chances dos reservas jogarem e mostrarem o seu valor para o time. 

Jogadores como Romero, Jadson, Rodriguinho e outros que estiverem muito desgastados poderiam ser poupados nesse jogo. 

Entendo que até Cássio deveria ser poupado nesta partida, permitindo que o ótimo Walter possa ser o titular. Walter é um ótimo goleiro e se ele perceber que não terá mais chances de jogar, então poderá optar por ir embora do Corinthians em breve. 

Então, evitar o desgaste dos principais jogadores corintianos e dar chances aos reservas é importante para que os titulares possam se recuperar e voltem a jogar melhor.

Isso deve ser feito até porque os próximos cinco jogos pelo Brasileiro serão muito difíceis para o Corinthians, que enfrentará o Grêmio, o Botafogo, a Ponte Preta, Palmeiras e Atlético-PR, que são cinco times fortes e bem organizados, sendo que os dois últimos estão em ascensão no campeonato Brasileiro. 

O ideal é que o Corinthians enfrente estes fortes adversários com a sua força máxima. E para isso os titulares deveriam ser poupados desta partida contra o Patriotas. 

O Corinthians poderia jogar contra o Patriotas assim: Walter, Léo Príncipe (P.Roberto), Pedro Henrique, Léo Santos, G.Arana; Gabriel, Felipe Bastos, Camacho, Pedrinho; Kazim.

A ótima campanha que o Corinthians faz nestas nove primeiras rodadas do campeonato Brasileiro mostra que o time tem totais condições de lutar, até o final, pelo título. 

E para que isso aconteça o treinador Fábio Carille deveria colocar os reservas para jogar mais vezes, procurando usar todo o elenco corintiano.

Vai, Corinthians!

Jogos do Corinthians em 2017: 38 partidas; 23 vitórias; 13 empates; 2 derrotas; 54 gols marcados; 21 gols sofridos; 22 jogos de invencibilidade. 

Aproveitamento de 71,9%. 

Próximos Jogos: Grêmio (fora), Botafogo (casa), Ponte Preta (casa), Palmeiras (fora), Atlético-PR (casa). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário